Alemanha planeja suspender voos internacionais com destino ao país para conter pandemia

A chanceler Angela Merkel chanceler seria favorável a uma interrupção das viagens turísticas para a Alemanha.
A chanceler Angela Merkel chanceler seria favorável a uma interrupção das viagens turísticas para a Alemanha. REUTERS - MICHELE TANTUSSI
Texto por: RFI
3 min

Seguindo exemplo de Israel, o governo alemão poderia suspender quase todos os voos internacionais com destino ao país visando prevenir a propagação das mutações do coronavírus, muito mais contagiosas. A possível medida foi anunciada pelo ministro do Interior, Hors Seehofer, em uma entrevista à revista Bild publicada nesta terça-feira (26), mas a chanceler alemã não seria favorável a uma interrupção tão radical do tráfego aéreo.

Publicidade

“As novas variantes do coronavírus representam um risco enorme e exigem que adotemos medidas drásticas”, justificou Horst Seehofer. Concretamente, isso significa “um controle mais estrito nas fronteiras, em particular entre as regiões mais atingidas pela pandemia, mas também uma redução quase total do tráfego aéreo internacional para a Alemanha, como faz atualmente Israel”, declarou o ministro.

Mas a agência Reuters indica que a chanceler alemã se mostrou contrária a uma interdição total, em uma reunião com parlamentares do CDU, o partido de Merkel. Ela seria favorável à suspensão apenas de viagens turísticas.

À revista Bild, o ministro do Interior informou que Angela Merkel tinha pedido a ele para estudar medidas suplementares capazes de limitar a propagação das novas variantes do SARS-CoV-2. Segundo ele, a população alemã aceita restrições importantes e espera que o governo a proteja da melhor maneira possível de uma explosão de casos”, completou Seehofer.

Balanço de contaminações

O número diário de casos na Alemanha registrou uma leve tendência de queda nos últimos dias. Depois que novas medidas restritivas entraram em vigor no país, menos de 10.000 pessoas são infectadas por dia.

No entanto, o número de vítimas fatais permanece elevado. Cerca de mil pessoas morreram a cada 24h na Alemanha e as autoridades temem que as novas variantes piorem a situação.

A agência AFP diz que durante a reunião a portas fechadas com os parlamentares do CDU, a chanceler Angela Merkel ressaltou que “sabe que o governo exige muito da população” e que por isso espera “que as fronteiras sejam protegidas por medidas especiais”.

A Alemanha já começou a reforçar o controle de alguns postos fronteiriços, como com a República Tcheca. Essa medida visa verificar que todas pessoas, inclusive os trabalhadores transfronteiriços, que entram no território alemão, têm um teste negativo para a Covid. Esse controle reforçado tem provocado engarrafamentos enormes na fronteira e muitos protestos.

NewsletterReceba a newsletter diária RFI: noticiários, reportagens, entrevistas, análises, perfis, emissões, programas.