Independentistas escoceses reivindicam maioria no Parlamento e desafiam Boris Johnson

A primeira-ministra da Escócia e líder do Partido nacional escocês (SNP), Nicola Sturgeon (E) fala com a imprensa e parabeniza a candidata do SNP Kaukab Stewart (D) após ser eleita em Glasgow nas eleições parlamentares escocesas, em Glasgow, 8 de maio de 2021.
A primeira-ministra da Escócia e líder do Partido nacional escocês (SNP), Nicola Sturgeon (E) fala com a imprensa e parabeniza a candidata do SNP Kaukab Stewart (D) após ser eleita em Glasgow nas eleições parlamentares escocesas, em Glasgow, 8 de maio de 2021. Andy Buchanan AFP

Dois dias após a “super quinta-feira” (6) de eleições locais e regionais na Grã-Bretanha, a primeira-ministra da Escócia e chefe do Partido nacionalista escocês (SNP), Nicola Sturgeon, reivindicou a vitória de seu partido e declarou, neste sábado (8), que não restava dúvida sobre a existência de uma maioria a favor da independência no Parlamento escocês.

Publicidade

Sturgeon prometeu que se seu partido fosse reeleito, um novo referendo sobre a autodeterminação da Escócia seria organizado. O primeiro-ministro britânico, Boris Johnson, se opõe à consulta.

“Em um debate democrático normal, os partidos que fazem promessas e que são eleitos por isso devem cumprir suas promessas”, declarou a dirigente independentista à BBC. “É absurdo que na Escócia e em outras partes procurem bloquear a ação de um dos partidos que ganharam”, acrescentou. “Não existe simplesmente nenhuma justificativa democrática para que Boris Johnson ou qualquer outro, bloqueiem o direito do povo escocês de escolher seu próprio futuro.”

Os resultados da “super quinta-feira” vão sendo conhecidos lentamente. O SNP saiu na frente nos resultados das eleições parlamentares e ainda pode conseguir uma ampla maioria favorável à independência aliando-se aos Verdes.

Em 2014, 55% dos escoceses votaram a favor da permanência do país no Reino Unido. Mas o Brexit deu novas esperanças aos nacionalistas da Escócia, já que 62% dos escoceses votou contra a saída do Reino Unido da União Europeia.

NewsletterReceba a newsletter diária RFI: noticiários, reportagens, entrevistas, análises, perfis, emissões, programas.