Acessar o conteúdo principal
França/ Novo coronavírus

França registra primeiros casos de novo coronavírus na Europa

O vírus da família de coronavírus provoca os sintomas que afetam as pessoas infectadas, podendo causar severos problemas respiratórios.
O vírus da família de coronavírus provoca os sintomas que afetam as pessoas infectadas, podendo causar severos problemas respiratórios. AFP
Texto por: RFI
2 min

Dois casos do coronavírus foram confirmados na França, o primeiro na Europa, disse a ministra da Saúde francesa Agnes Buzyn na sexta-feira (24).  O primeiro caso envolveu um paciente em hospital na cidade de Bordeaux, no sudoeste, enquanto o outro estava em Paris, disse a ministra a repórteres. Ambos haviam viajado recentemente para a China e agora estão isolados.

Publicidade

"Estamos no processo de rastrear a história desses pacientes que testaram positivo para entrar em contato com as pessoas com quem estiveram em contato", disse Buzyn.
 

"Temos hoje os primeiros casos europeus, provavelmente porque desenvolvemos o teste muito rapidamente e somos capazes de identificá-los", acrescentou.

O primeiro paciente, 48 anos, retornou à França em 22 de janeiro. O paciente, descrito como estando "bem", "passou por Wuhan", a cidade chinesa no centro do surto mortal, e foi hospitalizado na quinta-feira (23) em Bordeaux.

"Sabemos que, uma vez que o paciente está em solo francês, eles tiveram contato com uma dúzia de pessoas, vamos entrar em contato com eles", afirmou a ministra.

Ela disse que tinha acabado de receber informações sobre o segundo caso, em Paris, e ainda não estava em condições de divulgá-lo.

"Você precisa tratar uma epidemia como se fosse um incêndio, rapidamente para localizar a fonte" e "contê-la o mais rápido possível", acrescentou Buzyn.

O vírus anteriormente desconhecido causou alarme devido à sua semelhança com a SARS (Síndrome Respiratória Aguda Grave), que matou centenas na China continental e Hong Kong em 2002-2003.

O surto surgiu no final de dezembro em Wuhan, um centro industrial e de transporte de 11 milhões de pessoas no centro da China, que se espalhou para vários outros países, incluindo os Estados Unidos.

Até hoje, o número de mortos é de 26.

(Com informações da AFP)

NewsletterReceba a newsletter diária RFI: noticiários, reportagens, entrevistas, análises, perfis, emissões, programas.

Página não encontrada

O conteúdo ao qual você tenta acessar não existe ou não está mais disponível.