Acessar o conteúdo principal

Coronavírus contaminou apenas 4,4% da população francesa, aponta Instituto Pasteur

Estudo do Instituto Pasteur indica que, até 11 de maio, apenas 4% da população francesa havia sido contaminada pelo novo coronavírus.
Estudo do Instituto Pasteur indica que, até 11 de maio, apenas 4% da população francesa havia sido contaminada pelo novo coronavírus. REUTERS - CHARLES PLATIAU
Texto por: RFI
3 min

A taxa está muito aquém dos 65% de contaminados necessários para que a epidemia seja controlada pela imunização coletiva. O estudo do Instituto Pasteur, publicado na quarta-feira (13) na revista Science, indica que até segunda-feira (11), primeiro dia de flexibilização da quarentena na França, 2,8 milhões de pessoas tinham sido infectadas pelo novo coronavírus no país, o que representa 4,4% da população.

Publicidade

Nas duas regiões mais afetadas pela epidemia a taxa de contágio é inferior a 10%. Na região metropolitana de Paris, 9,9% dos moradores foram infectados e no Nordeste, 9,1%. No final de abril, as primeiras estimativas do Instituto Pasteur indicavam 5,7% de infectados na população francesa, ou seja, 3,7 milhões de pessoas até 11 de maio.

O resultado revela que, sem vacina, o nível é insuficiente para a imunização coletiva que permitiria ao país evitar uma segunda onda de infecções. Por isso, "medidas de controle devem ser mantidas", afirmam os autores do estudo. Além disso, o grau de imunização dos infectados ainda é um enigma.

O rígido isolamento social, que ficou em vigor quase 2 meses na França, reduziu consideravelmente a taxa de transmissão do vírus. O número de pessoas infectadas por um único portador passou de 2,9 a 0,67 durante os 55 dias de quarentena. Quando essa taxa é inferior a 1, significa que a epidemia recua.

O estudo também analisou a porcentagem de hospitalizados e mortos pela Covid-19. Segundo o balanço, 3,6% dos contaminados foram hospitalizados e 0,7% morreram. A pesquisa confirmou a grande disparidade da taxa de mortalidade em relação à idade: 10,1% das vítimas fatais tinham mais de 80 anos e 0,001% menos de 20 anos.

Mais de 27.000 mortos

A França registrou nesta quarta-feira 27.074 mortes por Covid-19 desde 1º de março. O país contabilizou 83 novos óbitos em 24 horas, um número em queda em relação à terça-feira. O balanço de pacientes internados em UTIs segue em queda, reduzindo a pressão nesses serviços, de acordo a Direção Geral de Saúde (DGS). Pela primeira vez desde 24 de março, menos de 2.500 pacientes (2.428) estão em tratamento intensivo na França.

Na noite de quarta-feira, 543 novas internações foram registradas, em comparação com 833 há uma semana, elevando o número de pessoas hospitalizadas para 21.071, quase três mil a menos do que há uma semana.

Segundo a DSG, 17.101 pacientes morreram em hospitais desde o início da epidemia. O balanço de óbitos em casas de repouso para idosos foi revisado após um erro de contagem e subiu para 9.973. Desde o início da epidemia, 97.424 pessoas foram hospitalizadas e 58.673 delas se curaram.

NewsletterReceba a newsletter diária RFI: noticiários, reportagens, entrevistas, análises, perfis, emissões, programas.

Página não encontrada

O conteúdo ao qual você tenta acessar não existe ou não está mais disponível.