Acessar o conteúdo principal

Disneylândia de Paris reabre com capacidade reduzida e prejuízo não revelado

Disneylândia de Paris reabre nesta quarta-feira (15) com uso obrigatório de máscaras e público reduzido.
Disneylândia de Paris reabre nesta quarta-feira (15) com uso obrigatório de máscaras e público reduzido. REUTERS - CHARLES PLATIAU
Texto por: RFI
2 min

A Disneylândia de Paris, principal destino turístico privado da Europa, reabriu ao público nesta quarta-feira (15), com capacidade limitada de público, após quatro meses de fechamento devido à epidemia de coronavírus. Acompanhados de música festiva, os primeiros visitantes, todos “mascarados” e às vezes enfeitados com "orelhas de Mickey", voltaram a entrar no parque por volta das 8 horas (horário local).

Publicidade

Pouco a pouco, eles foram recebidos pelas mascotes de Mickey, Pluto e Tic e Tac, que dançavam em uma plataforma, bem longe dos visitantes. "Que alegria estar com vocês e poder recebê-los novamente", disse Natacha Raflaski, presidente da Disneyland Paris, durante uma cerimônia sem público e transmitida nas redes sociais, realizada pouco antes das portas se abrirem.

Os visitantes também voltam a compartilhar nas redes sociais a satisfação de poderem acessar o parque, nos arredores da capital francesa.

 

No entanto, o parque de diversões, localizado em Marne-la-Vallée, não retomará imediatamente o funcionamento normal. O número de visitantes permanece "limitado", afirmou a Disneylândia, sem especificar o indicador escolhido.

As medidas de higiene foram reforçadas: além do uso obrigatório de máscaras para todos os visitantes com mais de 11 anos de idade, o distanciamento físico nas filas e atrações deve ser respeitado. Também foram disponibilizados mais de 2.000 pontos de distribuição de álcool gel.

As "interações de contato, incluindo abraços" com as mascotes dos personagens da Disney, permanecem "temporariamente indisponíveis". O famoso desfile de personagens está suspenso no momento.

Quanto às acomodações, o primeiro hotel (Disney's Newport Bay Club) reabriu na quarta-feira e outros também devem voltar a funcionar durante o verão. O público francês, que deve ser o primeiro a retornar ao parque, correspondia a 44% dos visitantes, em 2016.

A Disneylândia Paris emprega mais de 17.000 pessoas, o que a torna o principal empregador "em um único local" na França. A subsidiária francesa não revelou o prejuízo deste período sem atividades, mas no final de março, quando os 14 parques pelo mundo estavam fechados somente por algumas semanas, o grupo já estimava uma perda de receita de US$ 1 bilhão.

Torre até o topo

A poucos quilômetros do parque, no coração de Paris, o terceiro andar da Torre Eiffel, outro importante destino turístico, também foi reaberto. O restante do monumento recebe os visitantes desde 25 de junho, mas agora os turistas podem visitar novamente a "Dama de Ferro" até o seu topo.

NewsletterReceba a newsletter diária RFI: noticiários, reportagens, entrevistas, análises, perfis, emissões, programas.

Página não encontrada

O conteúdo ao qual você tenta acessar não existe ou não está mais disponível.