Acessar o conteúdo principal

Após vários tiroteios em Nice, governo reforça medidas contra criminalidade na França

O primeiro-ministro francês, Jean Castex (no centro), durante visita a Nice neste sábado, 25 de julho de 2020.
O primeiro-ministro francês, Jean Castex (no centro), durante visita a Nice neste sábado, 25 de julho de 2020. YANN COATSALIOU / AFP
Texto por: RFI
2 min

As medidas foram anunciadas neste sábado (25) pelo primeiro-ministro francês, Jean Castex, durante visita a Nice, na Côte d’Azur. O governo irá reforçar os efetivos da polícia e generalizar a partir do início do novo ano letivo, em setembro, a aplicação de “multas fixas e imediatas” para os delitos relacionados com o consumo e tráfico de drogas.

Publicidade

Jean Castex visitou Nice alguns dias após um novo tiroteio na cidade turística do sul da França para reafirmar a determinação  do Estado de combater a violência e a insegurança no país. "Quem dá a última palavra é a República e mais ninguém. A única lei válida é a lei republicana e o estado de direito”, garantiu Castex, durante discurso na presença dos ministros do Interior, Gérald Darmanin, e da Justiça, Eric Dupond-Moretti.

"O Estado, por falta de condições, permitiu que as incertezas se instalassem", admitiu o premiê. Antes do anúncio, ele visitou, na companhia do prefeito de Nice, Christian Estrosi, o bairro de Les Moulins, onde tiros foram disparados em plena luz do dia na segunda-feira (20,) em frente a um supermercado. Ninguém ficou ferido. Três pessoas foram detidas para interrogatório.

Este foi o segundo tiroteio desse tipo na cidade em menos de um mês. "Fatos inadimissíveis que não podem ser tolerados em Nice e em nenhum outro local do território nacional", declarou Castex.

Reforço do efetivo e multas fixas

Nice será o laboratório de um experimento que visa ampliar os poderes das forças policiais municipais, que serão ampliadas. Até o final de 2020, serão criadas 150 vagas para “reforçar a ação penal de proximidade” e 60 policiais nacionais serão enviados à cidade da Cote d’Azur nas próximas semanas.

Para facilitar o trabalho dos agentes e combater o tráfico, as multas fixas serão sistematizadas. As penalidades quase imediatas ajudarão a polícia a sancionar rapidamente e “devem ser eficazes” para desbaratar os pontos de revenda de drogas que assolam a região, acredita o premiê. A multa foi fixada em € 200 será aplicada a todos os delitos ligados ao consumo de drogas, mas tem como alvo principal os usuários de maconha. A medida, votada em 2018, está sendo testado em quatro cidades da França, como Reims ou Rennes.

Em entrevista ao Le Figaro, o ministro do Interior, Gérald Darmanin, disse que o país "testemunha uma crise de autoridade. Devemos parar a escravização de uma certa parte da sociedade. Devemos reafirmar a autoridade de Estado".

O discurso e a nova postura securitária do governo foram elogiados pelo prefeito de Nice, Christian Estrosi, do partido de oposição Os Republicanos, e por sindicatos de polícia.

NewsletterReceba a newsletter diária RFI: noticiários, reportagens, entrevistas, análises, perfis, emissões, programas.

Página não encontrada

O conteúdo ao qual você tenta acessar não existe ou não está mais disponível.