Na França, Amazon retira de venda bonecas sexuais com rosto infantil

Amazon vai tirar de venda bonecas sexuais com cara de criança na plataforma francesa
Amazon vai tirar de venda bonecas sexuais com cara de criança na plataforma francesa © Twitter Christian Lehmann

Após a mobilização de associações de direito das crianças, a Amazon anunciou nesta segunda-feira (17) que vai bloquear a venda de bonecas sexuais com características infantis em seu site.

Publicidade

“Após receber alertas de associações a quem agradeço, pedi a Amazon France que acabe com o comércio de bonecas sexuais com rosto infantil em sua plataforma, o que a Amazon França fez imediatamente e se comprometeu a manter a vigilância”, afirmou pelo Twitter o secretário de Estado francês encarregado da Criança e das Famílias, Adrien Taquet.

“Banir o crime infantil de nossa sociedade é responsabilidade de todos”, sublinhou Taquet. O secretário de Estado deve criar ainda neste semestre uma comissão dedicada à violência sexual contra crianças.

“Todos nossos parceiros fornecedores são obrigados a seguir nossas políticas de vendas e qualquer violação resultará na aplicação de sanção apropriada, incluindo a possível exclusão da conta do fornecedor", afirmou a gigante de distribuição em mensagem à AFP.

No sábado (15), a Associação Internacional de Vítimas de Incesto alertou em sua conta do Twitter, sobre essas "bonecas sexuais pedófilas com aparência de criança", produtos ilegais na França de acordo com o Código Penal, que “proíbe a representação de menor quando essa representação for pornográfica ”.

A associação, que elogiou a "rápida intervenção" de Adrien Taquet, lembra que esta não é a primeira vez que este tipo de produto é comercializado no site da gigante de distribuição. Em 2018, outro caso parecido ocorreu com a Amazon no Reino Unido.

(Com informações da AFP)

NewsletterReceba a newsletter diária RFI: noticiários, reportagens, entrevistas, análises, perfis, emissões, programas.