Zidane pede tolerância zero ao racismo no futebol após insultos no Campeonato Espanhol

O técnico do Real Madrid, Zinedine Zidane, afirmou que o futebol deve ter tolerância zero contra o racismo
O técnico do Real Madrid, Zinedine Zidane, afirmou que o futebol deve ter tolerância zero contra o racismo OSCAR DEL POZO AFP/Archives

"Quando se trata de racismo, precisamos ter tolerância zero", afirmou o francês Zinédine Zidane, técnico do Real Madrid, nesta segunda-feira (5). Zidane considerou grave o incidente contra o jogador francês Mouctar Diakhaby, que denuncia ter sido alvo de insultos racistas durante o jogo entre Cádiz e Valencia, pelo Campeonato Espanhol.

Publicidade

Durante a partida de domingo (4), o zagueiro francês Diakhaby, que atua pelo Valencia, perdeu a calma por volta dos 31 minutos de jogo contra o espanhol Juan Cala, de Cádiz. Diakhaby afirmou ter sido vítima de ofensas raciais, o que foi incluído na súmula da partida.

Diakhaby deixou o campo, seguido por todos os jogadores do Valencia. Após a ameaça de que seria declarada vitória do Cádiz, o Valencia voltou ao campo e a partida continuou sem o francês.

"Estas coisas são sérias. Eu não estava no campo, então não sei exatamente o que aconteceu. Mas estou apenas dizendo, e esta é a minha sensação, que quando se trata de racismo você realmente precisa ter tolerância zero", disse o técnico francês em uma coletiva de imprensa nesta segunda-feira, antes do jogo do Real Madrid contra o Liverpool pela Liga dos Campeões, que acontece na terça-feira (6) à noite.

"Temos que lutar contra isso em todos os níveis. Temos que lutar contra isso em todos os níveis", disse Zizou, "O que faz a nossa beleza é nossa diversidade, nossas misturas. Isso é bonito", considerou o ex-capitão da seleção francesa.

Apoio a Diakhaby

Nesta segunda, os jogadores e funcionários do Valencia se reuniram atrás do zagueiro francês Mouctar Diakhaby no treinamento, com a palma da mão direita aberta pedindo o fim do racismo.

"Todo nosso apoio ao Diakhaby. NÃO AO RACISMO. O jogador, que recebeu um insulto racista, pediu a seus companheiros de equipe que voltassem ao campo para lutar. Não vamos poder fazer nada a respeito", publicou o clube espanhol em sua conta no Twitter.

O campeonato espanhol é conhecido pelos casos de racismo contra jogadores negros. Os organizadores do campeonato, La Liga, afirmaram "levar a sério qualquer acusação de racismo", que pode resultar em punições para o jogador.

Juan Cala, o jogador do Cádiz acusado dos insultos, vai dar uma coletiva de imprensa para falar sobre o caso na terça-feira (6).

(Com informações da AFP)

 

NewsletterReceba a newsletter diária RFI: noticiários, reportagens, entrevistas, análises, perfis, emissões, programas.