França

Air France cria comitê de segurança de voos após acidente na rota Rio-Paris

Avião da  Air France,  A319, no aeroporto Charles de Gaulles, França.
Avião da Air France, A319, no aeroporto Charles de Gaulles, França. FINLAYSON, Rob

A companhia francesa Air France vai criar um comitê de segurança de vôos encarregado de acompanhar as recomendações da missão de avaliação externa estabelecida depois do acidente com o vôo Rio-Paris no dia 31 de maio de 2009.

Publicidade

A criação do comitê foi dedicida nesta quinta-feira durante um Conselho de Administração da Air France e tem por objetivo, segundo informou a companhia, aumentar ao máximo o nível de segurança dos voos. "Sua missão será de examinar todas as questões de segurança e garantir, em caso de incidentes importantes ligados à segurança dos voos, que as medidas apropriadas sejam tomadas", disse em comunicado a Air France.

O acidente com o voo AF 447 Rio-Paris, que matou 228 pessoas ao cair no oceano Atlântico, provocou a reação dos pilotos da companhia e alguns acusaram a direção de privilegiar os objetivos financeiros em detrimento da segurança.

Jean-François Huzen, presidente do sindicato de pilotos UNPL, informou que o comitê estará funcionando antes de 2012. Ele esclareceu que esse tipo de comitê já existe em outras companhias. O grupo será composto por sete membros do Conselho de Administração da Air France.

O presidente do UNPL disse ainda que a missão externa, que deverá chegar a seu término no final do ano, vai apresentar até o fim do mês um relatório com um pacote de recomendações.

NewsletterReceba a newsletter diária RFI: noticiários, reportagens, entrevistas, análises, perfis, emissões, programas.