Sequestro

Paris aguarda contato da Al Qaeda sobre franceses raptados no Níger

O ministro francês da Defesa, Hervé Morin.
O ministro francês da Defesa, Hervé Morin. Reuters

O ministro francês da Defesa, Hervé Morin, declarou nesta quinta-feira que a França está esperando um contato da rede terrorista Al Qaeda no Magreb Islâmico, deixando uma abertura para negociar com os sequestradores de cinco franceses no Níger. O mesmo acontece no caso de três marinheiros franceses sequestrados de um navio na costa da Nigéria.

Publicidade

O presidente francês, Nicolas Sarkozy, realizou, nesta quinta-feira, nova reunião de urgência de seu Conselho de Segurança e Defesa para discutir os recentes sequestros envolvendo cidadãos franceses.

Além dos cinco empregados do grupo Areva, raptados na semana passada no Níger, outros três franceses foram sequetrados nesta quarta-feira, na costa da Nigéria. Eles estavam a bordo de um navio francês que realizava serviços em uma plataforma de petróleo na costa nigeriana.

Um grupo rebelde do sul da Nigéria, chamado Mend, ou seja, Movimento pela Emancipação do Delta do Níger, afirmou ter localizado os três franceses e disse que está negociando com os sequestradores a libertação dos marinheiros.

Porém, em Paris, o Ministério das Relações Exteriores afirmou que não recebeu, até o momento, nenhuma reivindicação e que não pode, por enquanto, confirmar a localização dos reféns.

Nenhuma informação foi dada à imprensa sobre a reunião de urgência convocada pelo presidente Sarkozy, mas, nesta quarta, o governo francês já havia dito que mobilizaria todos os meios do Estado para obter a libertação dos franceses.

O sequestro de sete pessoas no Níger - cinco franceses, um togolês e um madagascarense -, quase todos empregados dos grupos franceses Areva e Satom, na semana passada, foi reivindicado por um braço da rede terrorista Al Qaeda, que atua na região do chamado Magreb Islâmico, noroeste da África.

NewsletterReceba a newsletter diária RFI: noticiários, reportagens, entrevistas, análises, perfis, emissões, programas.