Meio ambiente

Transporte de lixo nuclear da França para a Alemanha gera protesto

Trem com lixo nuclear atravessa a França em direção à Alemanha sob protestos de militantes do Greenpeace.
Trem com lixo nuclear atravessa a França em direção à Alemanha sob protestos de militantes do Greenpeace. Reuters

A ONG ambientalista Greenpeace alerta que o lixo nuclear levado em um trem que partiu nesta sexta-feira da França tem alta radioatividade, o equivalente a uma usina nuclear de Chernobyl sobre os trilhos.

Publicidade

Segundo a ONG francesa Sair do Nuclear, este lote de lixo radioativo reciclado na usina Areva de La Hague, na região noroeste da França, concentra duas vezes mais radioatividade do que a poluição provocada pela explosão do reator nuclear soviético de Chernobyl, em 1986.

Por isso, ONGs ambientalistas como Sair du Nuclear e Greenpeace organizaram protestos ao longo de todo o trajeto. O trem, com 123 toneladas de lixo radioativo, equivalentes ao consumo de energia de 24 milhões de alemães em um ano, deixou a região da Normandia na tarde desta sexta-feira e deve chegar no sábado em Gorleben, norte da Alemanha. No ponto final do trajeto, um protesto deve reunir 30 mil pessoas.

De acordo com a Areva, o lixo nuclear alemão está confinado em 308 cilindros esféricos altamente resistentes, capazes de enfrentar impactos como o tombamento do trem sem risco de vazamento.

A presidente da Areva, Anne Lauvergeon, considera a preocupação dos ambientalistas um exagero, porque, segundo ela, pelo menos 11 transportes desse tipo já aconteceram. A quantidade de lixo radioativo era menor, mas a Areva garante ter tomado as precauções para evitar acidentes.

O número de policiais implicados na segurança do trem é mantido em sigilo. Em um trajeto semelhante, em 2008, 16 mil policiais foram mobilizados

NewsletterReceba a newsletter diária RFI: noticiários, reportagens, entrevistas, análises, perfis, emissões, programas.