Brasil/caças

Caças Rafale serão tema do encontro entre Lula e Sarkozy em Seul

O caça Rafale, fabricado pela francesa Dassault.
O caça Rafale, fabricado pela francesa Dassault. Tazintosh

Em encontro bilateral à margem da reunião do G20 na Coreia do Sul, o presidente Lula e o francês Nicolas Sarkozy, deverão discutir a questão dos aviões de caça Rafale, o preferido do governo brasileiro para vencer a concorrência para renovar a frota da Força Aérea Brasileira. O encontro, segundo um representante da delegação brasileira, é tratado como uma das prioridades da agenda do presidente brasileiro em Seul.

Publicidade

Com colaboração de Fernando Duarte, do jornal O Globo, especial para a RFI, em Seul,

Além das reuniões com os líderes das principais economias do planeta, Lula vai se reunir com Sarkozy para discutir as negociações sobre a compra do modelo Rafale, produzido pelo consórcio francês Dassault.

Apesar dos caças franceses serem os preferidos do governo na disputa com os modelos Grippen, da sueca Saab, e dos F-18 Hornet, da americana Boeing, a concretização da compra ainda esbarra nos termos de um acordo sobre transferências de tecnologias, um item considerado fundamental para a decisão das autoridades brasileiras.

Na quarta-feira, o consórcio aeronáutico Dassault informou em comunicado ter proposto a criação de companhias em parceria com empresas brasileiras para o desenvolvimento e a transferência de tecnologias para a construção do avião.

O anúncio foi feito após o encontro do vice-presidente executivo da Dassault Aviation, Eric Trappier, com o prefeito de São Bernardo do Campo, Luiz Marinho. Na ocasião, o executivo francês reforçou o apoio à indústria brasileira.

Segundo o comunicado, Trappier confirmou que para a fabricação dos aviões de caça, serão transferidas para a indústria brasileira todas as tecnologias de ponta e o know-how para o desenvolvimento do Rafale.

Trappier "reforçou as intenções do consórcio em criar empresas e transferir know-how para empresas, universidades e entidades públicas e privadas para a região”  industrial de São Paulo, de acordo com o comunicado.

O presidente Lula adiantou que pretende anunciar após o encontro em Seul a decisão sobre a compra dos caças para evitar ainda mais atrasos na transição de governo. O projeto para a renovação da frota aérea brasileira teve início no governo de Fernando Henrique Cardoso e há 9 anos as Forças Armadas aguardam uma definição para a aquisição dos aparelhos.

Além da reunião bilateral com o presidente Nicolas Sarkozy, o presidente Lula prevê encontrar-se com o presidente da África do Sul, Jacob Zuma, e com a primeira-ministra da Austrália, Julia Gillard.

 

 

NewsletterReceba a newsletter diária RFI: noticiários, reportagens, entrevistas, análises, perfis, emissões, programas.