Mediator/Justiça

França quer reforçar vigilância dos medicamentos

O Mediator foi retirado da circulação na França em 2009. Acusado de ter causado a morte de quinhentas a duas mil pessoas.
O Mediator foi retirado da circulação na França em 2009. Acusado de ter causado a morte de quinhentas a duas mil pessoas. AFP Photo/Fred Tanneau

O ministro francês da Saúde, Xavier Bertrand, anunciou nesta segunda-feira que até o fim do ano será elaborado um projeto de lei para reformar o controle dos medicamentos. O objetivo é permitir a intervenção das autoridades sanitárias sem dependência total da indústria farmacêutica, como acontece atualmente. A decisão foi tomada após o escândalo envolvendo o remédio Mediator.

Publicidade

"Meu dever é criar um novo sistema de segurança sanitária para que amanhã não surja um novo Mediator", declarou o ministro francês da Saúde, referindo-se ao medicamento utilizado por diabéticos com excesso de peso e prescrito pelos médicos como moderador do apetite para pacientes que queriam emagrecer. Acusado de ter provocado a morte de 500 a 2 mil pessoas, e causar graves lesões cardíacas em milhares de pacientes, o vasodilatador foi retirado da circulação na França em 2009.

A Agência Francesa de Segurança Sanitária - que autoriza e retira medicamentos do mercado - é apontada como responsável pela saída tardia do Mediator das farmácias do país. Segundo um relatório oficial, isso poderia ter ocorrido dez anos antes.

Em dezembro passado o escândalo veio à tona e a justiça abriu uma investigação sobre o caso. Até hoje, já foram dadas 116 queixas à justiça.

O combate já rendeu seus primeiros frutos: nesta segunda-feira, Jacques Servier, dono e fundador dos Laboratórios Servier, o fabricante do Mediator, foi intimado a comparecer diante do Tribunal de Justiça de Nanterre, na periferia de Paris. O executiro prestará contas no dia 11 de fevereiro. Servier, ao lado da empresa Biopharma, que comercializava o remédio, é acusado de enganar os pacientes que consumiram o Mediator.
 

NewsletterReceba a newsletter diária RFI: noticiários, reportagens, entrevistas, análises, perfis, emissões, programas.