França/Eutanásia

Senado francês debate novo projeto de eutanásia

Nova proposta de lei para legalizar a eutanásia na França.
Nova proposta de lei para legalizar a eutanásia na França. D.R

O Senado francês debate nesta terça-feira mais um novo projeto sobre a eutanásia. O governo é contra e com tem maioria na casa, o texto não deve ser aprovado.

Publicidade

Três senadores, de partidos políticos diferentes, encaminharam sugestões que foram resumidas em um projeto de lei. O texto prevê que um paciente em estado avançado ou terminal de uma doença incurável, que representa um sofrimento físico ou psicológico insuportável, tem o direito a uma assistência médica para uma morte rápida e sem dor.

Para isso, uma séria de regras deve ser observada. O médico pessoal do paciente com a ajuda de outros especialistas deve avaliar se a decisão é consciente e se a doença é mesmo incurável. O mesmo vale para os doentes inconscientes, desde que já tenham manifestado o desejo de morrer. O projeto de lei defende ainda a criação de uma comissão nacional para acompanhar os casos de eutanásia.

Difícil prever se o texto será aprovado diante da polêmica sobre o assunto. O primeiro-ministro François Fillon e o ministro da Saúde Xavier Bertrand já disseram ser contra o projeto. Defendem a lei que já existe, aprovada em 2005, que permite ao paciente parar seu tratamento mas proíbe qualquer ato médico que provoque diretamente a morte dele. Uma lei mal aplicada segundo especialistas.

Na França 94% da população apoiam a eutanásia, mas os opositores conseguem impedir que o país tenha uma lei que regulamente essa prática, como seus vizinhos Bélgica e Holanda.

 

NewsletterReceba a newsletter diária RFI: noticiários, reportagens, entrevistas, análises, perfis, emissões, programas.