Acessar o conteúdo principal
Suicídio/Mundo do Trabalho

Empregado da France Telecom se suicida ateando fogo ao próprio corpo

Manifestação na filial da France Telecom em setembro de 2010.
Manifestação na filial da France Telecom em setembro de 2010. AFP/Anne-Christine Poujoulat
Texto por: Silvano Mendes
2 min

Um funcionário da France Telecom se suicidou na manhã desta terça-feira ateando fogo ao próprio corpo no estacionamento da empresa, no sudoeste francês. Segundo os sindicatos, o homem de 57 anos se queixava das mudanças freqüentes de função impostas pela direção.

Publicidade

O homem, que trabalhava em uma agência da France Telecom na cidade de Mérignac, na região de Bordeaux (sudoeste da França) ateou fogo ao próprio corpo no estacionamento da empresa. Segundo a direção, quando as equipes de socorro chegaram ao local o empregado já estava morto. O responsável pela comunicação do grupo na região, Jean-Maurice Bentolila, disse que o episódio ocorreu sem testemunhas.

O empregado era representante sindical e responsável pelas condições de trabalho e a segurança dos funcionários. Segundo François Deschamps, responsável de uma das forças sindicais na empresa, o homem, que trabalhava na empresa há 30 anos, teria mudado de cargo várias vezes nos últimos cinco anos, e vivia mal a situação. “Essa mobilidade imposta o obrigou a vender sua casa. Ele já havia escrito várias vezes à direção, mas não teve nenhuma resposta”.

A France Telecom, que emprega cerca de 100 mil pessoas na França, foi atingida por uma onda de suicídios entre 2008 e 2009. O novo sistema de gestão, que resultou na demissão de 22 mil funcionários em três anos, foi apontado como um dos responsáveis das mortes. Os representantes do sindicato CGT disseram que o episódio desta terça-feira é “a demonstração de que, apesar do que muitos dizem, tudo não está resolvido na France Telecom”.
 

NewsletterReceba a newsletter diária RFI: noticiários, reportagens, entrevistas, análises, perfis, emissões, programas.

Página não encontrada

O conteúdo ao qual você tenta acessar não existe ou não está mais disponível.