França/Presidenciais

Sarkozy já está em pré-campanha para as presidenciais

Manchete do Jornal Le Figaro desta terça-feira (28).
Manchete do Jornal Le Figaro desta terça-feira (28). Reprodução do jornal Le Figaro

O balanço da primeira fase de um grande plano de investimentos do governo e o anúncio de uma nova fatia de 20 bilhões de euros para novos projetos até o final do ano feitos ontem pelo presidente Nicolas Sarkozy ganharam as manchetes de toda a imprensa francesa desta terça-feira. Além de informar os setores prioritários que serão contemplados com os investimentos do governo, os jornais analisam também a estratégica política por trás da entrevista coletiva dada pelo presidente Sarkozy, a quarta durante todo o seu mandato.  

Publicidade

Em sua manchete, o conservador Le Figaro afirma que o presidente francês mostrou sua visão de futuro para a França em resposta ao projeto dos socialistas, seus principais adversários na eleições presidenciais do ano que vem. O jornal informou as três grandes linhas de ação definidas escolhidas por Sarkozy para receber investimentos: a saúde, com a criação de um instituto para apoiar inovações relacionadas ao câncer, o setor nuclear com um reforço nas pesquisas sobre segurança desta importante fonte de energia para o país, e a educação com investimentos em centros de excelência.

Durante o anúncio o presidente francês criticou duramente o projeto socialista, que segundo ele, vai provocar uma explosão da dívida pública do país. Para o econômico Les Echos, ao tocar no tema, Sarkozy colocou a dívida no centro dos debates das eleições de 2012. Segundo o jornal, Sarkozy diz defender esses investimentos maciços para preservar o modelo social francês, mas que no curto prazo, esse plano de ação, financiado através de um grande empréstimo do governo, contribui para aumentar a dívida, mesmo com todo o cuidado para pesar o mínimo possível no orçamento.

Para o Libération, o anúncio de mais essa etapa de investimentos nada mais é do que um trampolim para Sarkozy. Durante uma hora e meia, o presidente, em pré-campanha para 2012, não mediu esforços para fazer as pessoas esquecerem suas derrapagens e justificar os resultados pouco convincentes de seu mandato, escreve o Libération.

Já para o Le Parisien, nesta quarta vez que Sarkozy se reúne com a imprensa, ele se dedicou a um exercício mais político do que econômico. O jornal também destaca a ironia do presidente francês sobre as primárias do Partido Socialista que começam hoje para designar o candidato do partido às eleições: é um projeto sem futuro, ironizou Sarkozy.
 

NewsletterReceba a newsletter diária RFI: noticiários, reportagens, entrevistas, análises, perfis, emissões, programas.