Acessar o conteúdo principal
PIP/Silicone

Dono da empresa de próteses de silicone PIP é preso na França

Jean-Claude Mas, proprietário da fábrica de implantes de silicone francesa PIP.
Jean-Claude Mas, proprietário da fábrica de implantes de silicone francesa PIP. REUTERS/Interpol/Handout
Texto por: RFI
2 min

O empresário francês Jean-Claude Mas, fabricante das próteses de silicone mamárias PIP, foi preso na manhã desta quinta-feira para interrogatório. Um diretor da empresa também foi detido e policiais fazem buscas nas residências de ex-colaboradores da marca, que usou gel caseiro na produção das próteses e está no centro de um escândalo sanitário mundial. 

Publicidade

A polícia surpreendeu o empresário em sua casa, no sul da França, nas primeiras horas da manhã. Jean-Claude Mas foi indiciado em dois processos judiciais que tramitam na cidade de Marselha. Num deles, ele é acusado de homicídio doloso e de causar ferimentos sem intenção de matar. O processo foi gerado a partir de queixas prestadas por 2.700 mulheres. No outro processo, ele é acusado de fraudes com agravante.

O empresário admite ter fabricado implantes com silicone não homologado, mas nega que o produto seja perigoso para a saúde. Advogados de vítimas francesas declararam que a detenção de Mas é um alívio, uma vitória moral tão importante quanto a jurídica. Nessa quinta-feira a presidente da associação de usuárias das próteses PIP (PPP, na sigla em francês), Alexandra Blanchère, e a presidente do Movimento de defesa das mulheres portadoras de implantes e próteses (MDFPIP) serão ouvidas pela justiça.

Até agora 2500 pacientes deram queixa contra a empresa. Só na França, 30 mil mulheres receberam as próteses da marca PIP e 20 casos de câncer foram constatados, sem que se tenha estabelecido cientificamente a relação entre a ruptura da prótese e o aparecimento dos tumores. Entre 400 e 500 mil pessoas no mundo todo seriam portadoras das próteses PIP. 
 

NewsletterReceba a newsletter diária RFI: noticiários, reportagens, entrevistas, análises, perfis, emissões, programas.

Página não encontrada

O conteúdo ao qual você tenta acessar não existe ou não está mais disponível.