Acessar o conteúdo principal
França/Política

Senado rejeita orçamento e impõe nova derrota política a Hollande

Senado francês, durante reunião plenária. .
Senado francês, durante reunião plenária. . Flickr/h de c
2 min

O Senado francês rejeitou na noite dessa quarta-feira o orçamento do governo socialista para 2013, o primeiro do mandato do presidente François Hollande. O projeto de lei do orçamento prevê 24 bilhões de euros de aumento de impostos e é considerado essencial para o equilíbrio das contas públicas no ano que vem.

Publicidade

O texto foi barrado no Senado graças a uma manobra da bancada comunista, que se absteve da votação por discordar das medidas de austeridade fiscal. Este foi o terceiro projeto de lei do governo Hollande rejeitado pela câmara alta do legislativo em pouco mais de seis meses de mandato.

O Senado tem maioria de esquerda, mas o Partido Socialista depende dos aliados verdes e dos comunistas, da base de apoio. Com a abstenção dos senadores da legenda Frente de Esquerda, o orçamento de 2013 recebeu 165 votos contrários e 156 a favor. A diferença de 9 votos foi pequena, mas suficiente para impor uma nova derrota política a Hollande.

O orçamento acabará sendo aprovado, porque a Assembleia de Deputados tem a última palavra. Porém, a rebelião no Senado demonstra as dificuldades crescentes do presidente Hollande com as bancadas de esquerda. O presidente do Senado, o socialista Jean-Pierre Bel, lamentou a decisão do plenário, pois segundo ele o orçamento de 2013 traz medidas de saneamento das contas públicas e restabelece a justiça social no país.

 

NewsletterReceba a newsletter diária RFI: noticiários, reportagens, entrevistas, análises, perfis, emissões, programas.

Página não encontrada

O conteúdo ao qual você tenta acessar não existe ou não está mais disponível.