frança

Queda do nível de vida atinge 95% dos franceses, diz estudo

Restaurante popular na França, que atrai população de baixa renda
Restaurante popular na França, que atrai população de baixa renda REUTERS

Em meio aos efeitos da crise econômica internacional, a maior parte dos franceses viu seu nível de vida baixar ou ficar estagnado em 2010, segundo um estudo divulgado nesta quarta-feira pelo INSEE, o instituto de estatísticas do governo da França.

Publicidade

De acordo com o documento, 95% das famílias tiveram uma queda de renda de 0,5% em relação a 2009. Apenas os 5% mais ricos da população escaparam da retração e conseguiram ampliar seu nível de vida em 1,3%.

A diminuição foi mais forte entre os 30% mais pobres da população, que viram sua renda cair até 1,6% em 2010.

Como desde então a crise econômica se agravou no país, a expectativa é que próximos relatórios do tipo mostrem quedas ainda mais significativas do nível de vida dos franceses.

A queda geral levou novos 440.000 franceses a viver abaixo da linha da pobreza, que na França é de € 964 (R$ 2.541). Segundo o governo, a situação só não foi pior devido ao sistema de proteção social francês, com programas de transferência de renda e auxílios desemprego e de moradia.

POBREZA INFANTIL

O estudo mostrou que, dos 8,6 milhões de pessoas consideradas pobres na França, 2,7 milhões são menores de 18 anos.

Entre crianças e jovens, 19,6% estavam abaixo da linha da pobreza em 2010, isto é, um em cada cinco menores de 18 anos.
 

NewsletterReceba a newsletter diária RFI: noticiários, reportagens, entrevistas, análises, perfis, emissões, programas.