Violência/Gays

Atos contra homossexuais aumentaram 27% na França em 2012, diz Ong

Relatório anual sobre a Homofobia
Relatório anual sobre a Homofobia sos-homophobie.org

Os insultos e agressões homofóbicas aumentaram de maneira significativa em 2012 na França diante de um contexto de forte tensão provocada pelo debate sobre casamento gay no país. A conclusão é do relatório anual da Associação SOS Homofobia publicado nesta terça-feira, em Paris.

Publicidade

Segundo o relatório, feito com base em testemunhos recebidos pela associação de luta contra a homofobia, houve um aumento de 27% de relatos de ofensas e atos contra os homossexuais em 2012 em relação ao mesmo período do ano anterior. No total, foram 1.977 casos contabilizados pela associação.

O projeto de lei autorizando o casamento e a adoção para casais do mesmo sexo foi definitivamente adotado pelo país em 23 de abril, após vários meses de debates e manifestações dos opositores, muitas delas resultando em confrontos com as forças de ordem.

“Se debate em torno do projeto de leu “casamento para todos” liberou a palavra homofófico, ela também liberou a palavra das vítimas”, afirmou o relatório. A associação indica que 38% dos testemunhos recebidos foram feitos entre outubro e dezembro do ano passado. Quarenta por cento das vítimas expressaram um mal-estar profundo devido ao “clima de intolerância e à homofobia latente mesmo nas conversas mais informais”.

A internet é o local onde mais se manifestam insultos e atos contra os homossexuais com 35% dos casos relatados oriundos de internautas ou dos próprios autores dos sites. Cerca de 20% das pessoas também disseram ser vítimas de atos homofóbicos dentro de casa ou no ambiente de trabalho.

 

NewsletterReceba a newsletter diária RFI: noticiários, reportagens, entrevistas, análises, perfis, emissões, programas.