França/casamento gay

França celebra primeiro casamento gay nesta quarta-feira

Manifestantes a favor do casamento gay em Marselha, no dia 23 de abril de 2013
Manifestantes a favor do casamento gay em Marselha, no dia 23 de abril de 2013 REUTERS/Jean-Paul Pelissier

Doze dias depois da promulgação da lei que autoriza o casamento e a adoção para casais homossexuais na França, o país se prepara para celebrar nesta quarta-feira a primeira união civil entre duas pessoas do mesmo sexo em Montpellier. Dezenas de policiais foram destacados para evitar novos tumultos e violentos protestos como os ocorridos neste fim de semana em Paris.

Publicidade

O primeiro casamento gay celebrado na França acontece três dias depois das violentas manifestações contra a lei, que resultaram em diversos tumultos em Paris e 273 prisões. A cerimônia será realizada pela prefeita de Montpellier, Hélène Mandroux, que pediu "respeito" e disse se sentir  "feliz e aliviada de permitir que duas pessoas do mesmo sexo tenham os mesmos direitos do que os outros."

Em entrevista à imprensa francesa, a prefeita da cidade também declarou que fará um discurso de "amor, compromisso e tolerância." Vincent Autin, 40 anos, e Bruno Boileau, 30, vão dizer ‘sim’ diante de 300 convidados e 130 jornalistas credenciados para acompanhar a cerimônia.

A porta-voz do governo francês Najat Vallaud-Belkacem, confirmou participará da cerimônia, segundo ela, "uma escolha pessoal".Ela também disse que tomou a decisão depois de obter a autorização do primeiro-ministro, Jean Marc Ayrault. A porta-voz será provavelmente a única representante do governo francês presente à cerimônia. Inicialmente, dois ministros haviam confirmado presença.

Para evitar incidentes, cerca de 50 policiais foram destacados para fazer a segurança. Uma medida de precaução considerada fundamental pelo governo, que teme novos tumultos. Nesta segunda-feira, 93 militantes contrários ao casamento gay foram detidos quando tentavam impedir uma visita do presidente François Hollande em uma escola parisiense.

O decreto que assegura a aplicação da lei, votada há pouco mais de um mês pelo Parlamento, foi publicado nesta terça-feira no Diário Oficial. A França se tornou o 14° país do mundo a reconhecer o casamento homosexual.

 

NewsletterReceba a newsletter diária RFI: noticiários, reportagens, entrevistas, análises, perfis, emissões, programas.