França

Parada do Orgulho Gay de Paris festeja conquista do casamento

Manifestantes na Parada Gay de Paris, 29/06/2013.
Manifestantes na Parada Gay de Paris, 29/06/2013. REUTERS/Gonzalo Fuentes
3 min

Um mês depois do dia da celebração do primeiro casamento entre pessoas do mesmo sexo na França, dezenas de milhares de militantes e simpatizantes dos direitos dos homossexuais participaram neste sábado, em Paris, da Parada do Orgulho Gay. A multidão celebrou um "grande avanço", no primeiro evento do gênero desde a aprovação da lei sobre o "casamento para todos".

Publicidade

O som da música techno animou o cortejo formado por 90 carros alegóricos. Os manifestantes caminharam da estação ferroviária de Montparnasse, atravessaram o centro de Paris até chegar à Praça da Bastilha, no outro lado do rio Sena, onde um concerto foi organizado. Sem camisa, vestindo kilt ou meias arrastão, perucas ou orelhas de coelho, os manifestantes festejaram a lei que autoriza o casamento e a adoção para casais do mesmo sexo, aproveitando a ocasião para lembrar outras reivindicações, como o direito à reprodução assistida não incluído na legislação promulgada no dia 18 de maio passado.

Após vários meses de forte mobilização de uma minoria de franceses contra o casamento gay, esta Parada do Orgulho Gay teve um sabor de vingança para alguns manifestantes. "Ouvimos muitos adversários do casamento gay fazendo comentários muitas vezes chocantes. O fato de que existam também muitos simpatizantes é uma forma de resposta", disse Gaetan Beucher, estudante de 22 anos, ombros cobertos por uma bandeira do arco-íris, símbolo dos homossexuais.

Vários políticos participaram da manifestação, como o prefeito socialista de Paris, Bertrand Delanoe, homossexual assumido, e a ministra do Meio Ambiente e da Habitação, Cécile Duflot. Eles caminharam atrás de uma grande faixa em que se lia "LGBT (lésbicas, gays, bi e trans), vá até o fim da igualdade". No meio da multidão, também eram vistos balões e cartazes pedindo "PMA" (sigla para reprodução assistida) ou proclamando "mesma família, mesmos direitos". "Muitas das nossas reivindicações não foram atendidas", disse o porta-voz do movimento Inter-LGBT, Nicolas Gougain, durante uma coletiva de imprensa antes do evento.

O primeiro casamento entre pessoas do mesmo sexo foi comemorado em Montpellier (sul) em 29 de maio passado. Desde então, dezenas de casamentos gays foram celebrados em toda a França.

NewsletterReceba a newsletter diária RFI: noticiários, reportagens, entrevistas, análises, perfis, emissões, programas.