Acessar o conteúdo principal
França/Acidente/Trem

Peça defeituosa nos trilhos teria causado acidente de trem na França

As equipes francesas verificam as condições dos trilhos para saber se uma peça defeituosa teria sido responsável pelo descarrilamento do trem Paris-Limoges.
As equipes francesas verificam as condições dos trilhos para saber se uma peça defeituosa teria sido responsável pelo descarrilamento do trem Paris-Limoges. REUTERS/Gonzalo Fuentes
Texto por: RFI
3 min

Uma peça de metal defeituosa está sendo apontado como possível responsável pelo acidente de trem que matou seis pessoas e deixou dezenas de feridos na tarde de sexta-feira no sul de Paris. A companhia ferroviária francesa já avisou que vai efetuar um controle nas 5 mil peças similares que compõem a rede de transportes. A hipótese de uma falha humana foi descartada por enquanto. Essa já está sendo considerada a pior catástrofe ferroviária dos últimos 25 anos na França. 

Publicidade

As possíveis causas do descarrilamento do trem que fazia o trajeto entre Paris e Limoges começam a ser cogitadas. Na manhã desse sábado, após as primeiras investigações, Pierre Izard, diretor-geral das infra-estruturas da SNCF, a companhia francesa de transportes ferroviários, indicou que o acidente que matou seis pessoas e deixou dezenas de feridos poderia ter sido causado por uma peça defeituosa.

De acordo com o responsável, uma tala de junção metálica que une dois trilhos “teria se descolado e saído do lugar”. O defeito teria impedido a passagem normal do trem e provocado o descarrilamento. Diante da constatação, o presidente da SNCF, Guillaume Pepy, anunciou que as 5 mil peças similares, que fazem parte da rede ferroviária francesa, serão inspecionadas.

Segundo a empresa, os trilhos haviam sido submetidos a um controle de segurança no dia 4 de julho. A locomotiva e os vagões envolvidos na catástrofe também estavam com suas revisões em dia.

As autoridades também descartaram a hipótese de uma falha humana no acidente. “Felizmente o maquinista teve o reflexo extraordinário e acionar imediatamente o sinal de alerta, o que evitou a colisão com um outro trem que vinha no sentido contrário e que poderia ter batido nos vagões que descarrilaram”, declarou, na manhã desse sábado, o ministro francês dos Transportes, Frédéric Cuvillier. “Então não houve nenhum problema humano”, garantiu.

O trem, que transportava cerca de 370 pessoas, contava com sete vagões, dos quais quatro saíram dos trilhos e um deles chegou a subir na plataforma da estação de Brétigny-sur-Orge, a aproximadamente de 27 km ao sul de Paris. O acidente aconteceu no início de um dos fins de semana mais sobrecarregados do ano para as ferrovias francesas, quando milhares pessoas viajam em férias, às vésperas do feriado nacional de 14 de julho. O presidente francês Hollande, que esteve no local da catástrofe na noite de sexta-feira, disse que a data será marcada "pelo luto".

NewsletterReceba a newsletter diária RFI: noticiários, reportagens, entrevistas, análises, perfis, emissões, programas.

Página não encontrada

O conteúdo ao qual você tenta acessar não existe ou não está mais disponível.