Acessar o conteúdo principal
França/Política

Mulheres travam duelo pela prefeitura de Paris

As duas principais candidatas à prefeitura de Paris, Annea Hidalgo (à esq.) e Nathalie Kosciusko-Morizet.
As duas principais candidatas à prefeitura de Paris, Annea Hidalgo (à esq.) e Nathalie Kosciusko-Morizet. REUTERS/Philippe Wojazer
Texto por: Leticia Constant
2 min

No segundo turno das eleições municipais francesas neste domingo (30), duas candidatas rivais vão disputar a prefeitura da capital. A vencedora vai substituir o socialista Bertrand Delanoé, que cumpriu dois mandatos, num total de 12 anos. A atual vice-prefeita socialista, Anne Hidalgo, enfrenta a deputada de direita do UMP Nathalie Kosciusko-Morizet. 

Publicidade

Elas têm personalidade, força de argumentação e o mesmo objetivo: sentar na cadeira do Hôtel de Ville, como é chamada a prefeitura de Paris. Com perfis e histórias diferentes, Anne Hidalgo (PS) e Nathalie Kosciusko-Morizet (UMP) vêm travando uma batalha feroz desde o início da campanha eleitoral.

Aos 40 anos, Nathalie Kosciusko-Morizet, também conhecida na França por suas iniciais "NKM", vem de uma família de políticos. Seu pai, François, é o atual prefeito de Sèvres, periferia chique no oeste da capital. Formada pela renomada Escola Politécnica, frequentada pela elite, ela foi ministra da Ecologia no governo Sarkozy.

Já o percurso de Anne Hidalgo, militante de esquerda, é totalmente diferente: filha de espanhóis exilados na França, ela obteve a nacionalidade francesa aos 14 anos. Sem ter a mesma experiência de NKM, está decidida a implantar uma política renovada à escuta da população. Ela reconhece a atual impopularidade do governo de François Hollande e tenta seduzir os eleitores com suas próprias cartas.

Debates e programas

O primeiro debate entre as duas rivais, no dia 26 de março, girou em torno das preocupações habituais dos habitantes de centros urbanos: segurança, transportes públicos, habitação e impostos. No final, a conclusão dos espectadores foi que as questões relevantes foram deixadas de lado pela troca de farpas entre as candidatas.

O programa de Anne Hidalgo aposta em investimentos de €8,5 bilhões, priorizando a valorização do meio ambiente e melhores condições de acesso à moradia e aos transportes.

NKM é mais agressiva. Quer diminuir o número de funcionários públicos para economizar €225 milhões até 2020. No plano urbano, o projeto é criar passagens para pedestres em Paris e prosseguir a política de segurança de Sarkozy de aumentar o policiamento nas ruas.

As recentes pesquisas de opinião apontam a vitória de Hidalgo com cerca de 52% contra 47% para Kosciusko-Morizet, que não esconde de ninguém suas ambições presidenciais para 2017.
 

Mensagem de Anne Hidalgo em português

Enquanto a candidata de direita NKM se dirige exclusivamente a eleitores franceses, a socialista Anne Hidalgo criou diversas mensagens em várias línguas, inclusive em português, para conquistar os votos dos estrangeiros. Veja o vídeo abaixo:

 

NewsletterReceba a newsletter diária RFI: noticiários, reportagens, entrevistas, análises, perfis, emissões, programas.

Página não encontrada

O conteúdo ao qual você tenta acessar não existe ou não está mais disponível.