Acessar o conteúdo principal
França/ greve

Greve em aeroportos franceses cancela 20% dos voos no país

Greve dos controladores aéreos em França vai continua nesta quarta-feira (25).
Greve dos controladores aéreos em França vai continua nesta quarta-feira (25). sncta.fr
Texto por: RFI
2 min

Uma greve de controladores aéreos franceses provoca o cancelamento de 20% dos voos nos aeroportos franceses nesta terça-feira (24), como os de Orly e Roissy-Charles de Gaulle, na região parisiense. As consequências da paralisação são consideradas limitadas pelas autoridades, que já haviam indicado desde ontem que apenas um voo a cada cinco seria afetado. Os passageiros foram avisados sobre eventuais mudanças.

Publicidade

De acordo com a Direção Geral de Aviação Civil francesa, o movimento social atinge principalmente o sul da França. Além dos cancelamentos, a greve provoca atrasos de 30 a 45 minutos. Os voos regionais e domésticos são os mais atingidos pela paralisação, mas os para Espanha, Portugal, Marrocos, Tunísia e Argélia também estão afetados. Os voos intercontinentais operam normalmente.

O movimento impactou os voos das companhias europeias que partiam ou chegavam na França, ou outras que apenas sobrevoariam o espaço aéreo francês. A Ryanair acabou cancelando 96 voos, de um total de 1.600 previstos nesta terça. Outra companhia low cost, a Easyjet, anulou 28 voos.

Paralisação continua na quarta

A greve parcial dos controladores aéreos deverá durar até o próximo domingo. A agência de aviação civil francesa voltou a pedir hoje o cancelamento preventivo de 20% dos voos que sairiam amanhã dos aeroportos de Lyon, Marselha, Toulouse e Bordeaux, assim como nos voos de Paris com destino ao sul da França, Espanha e Portugal.

Os sindicatos protestam contra a redução dos recursos no setor a partir de 2015. A lei do serviço mínimo implementada na França determina que pelo menos 50% dos controladores aéreos trabalhem. A norma está sendo aplicada, garantem as autoridades.
 

NewsletterReceba a newsletter diária RFI: noticiários, reportagens, entrevistas, análises, perfis, emissões, programas.

Página não encontrada

O conteúdo ao qual você tenta acessar não existe ou não está mais disponível.