Acessar o conteúdo principal
França/Terrorismo

Manuel Valls não aceita negociar com grupo Estado Islâmico

Placa indica o local onde o francês Hervé Gourdel foi sequestrado.
Placa indica o local onde o francês Hervé Gourdel foi sequestrado. REUTERS/Louafi Larbi
Texto por: RFI
2 min

O primeiro-ministro francês, Manuel Valls, manteve a posição firme e disse que o governo não vai realizar “nenhuma negociação ou discussão” com o grupo Estado Islâmico. Os extremistas ameaçam matar Hervé Gourdel, de 55 anos, que foi sequestrado no domingo na Argélia.

Publicidade

O grupo Estado Islâmico ameaça matar até o final desta terça-feira (23) o guia de turismo francês Hervé Gourdel que foi raptado na região de Tizi Ouzou, a 110 km ao leste de Argel, capital da Argélia. Os jihadistas argelinos do Jound al-Khilafa –soldados do califado– reivindicaram a autoria do rapto em um vídeo. Eles dizem que atuam em conjunto com o grupo Estado Islâmico.

Na gravação de quatro minutos, o refém francês, que aparece sentado no chão e cercado por dois homens armados e encapuzados, pede que o presidente François Hollande o salve. Mas, para o premiê francês, o governo não pode ceder à chantagem dos extremistas. “Se cedermos uma polegada, eles vão cantar vitória”. Valls afirmou ainda que a França “é uma grande Nação que assume as suas responsabilidades”.

Corrida contra o tempo para localizar o cativeiro

O exército argelino tenta localizar o cativeiro para liberar Hervé Gourdel. Tropas de elite de combate ao terrorismo passam um pente fino em toda a região montanhosa onde o francês foi sequestrado. No local, as forças especiais argelinas montaram várias barreiras. Mas os resultados da operação não foram divulgados.

Em um comunicado, a família do turista francês afirma que tem esperanças de que ele seja libertado. Os pais do guia turístico escrevem também que "confiam nas autoridades franceses" e estão “impacientes” pelo retorno.

 

 

 

 

 

NewsletterReceba a newsletter diária RFI: noticiários, reportagens, entrevistas, análises, perfis, emissões, programas.

Página não encontrada

O conteúdo ao qual você tenta acessar não existe ou não está mais disponível.