Brasil/Eleições

Brasileiros votam em Paris; abstenção pode ser alta

Eleitores brasileiros chegam ao local de votação, no centro de Paris
Eleitores brasileiros chegam ao local de votação, no centro de Paris Gabriel Brust

Os brasileiros residentes na França começaram a votar às 5h no horário de Brasília deste domingo (26), 8h em Paris. Durante toda a manhã, o movimento de eleitores foi fraco, com a presença de uma pequena parcela dos cerca de 8 mil inscritos. As Férias de Outono na França, que vão até o início de novembro, podem fazer com que a alta abstenção do primeiro turno se repita ou aumente.

Publicidade

No primeiro turno, cerca de 62% dos eleitores aptos a votar se abstiveram. O cônsul-geral adjunto, Rodolfo Braga, disse que não é possível prever a abstenção do segundo turno baseando-se no movimento desta manhã, mas reconhece que as férias escolares podem atrapalhar, já que muitas famílias aproveitam o período para viajar.

Assim como no primeiro turno, nenhuma urna eletrônica apresentou problemas até o início da tarde. O início da votação transcorreu em normalidade, com a emissão das “zerésimas” – o comprovante de que todas as urnas começam a votação sem nenhum voto – acompanhada de perto por um fiscal da coligação A Força do Povo, que apoia a candidata Dilma Rousseff.

A votação em Paris deve se encerrar às 14h do horário de Brasília, já que o horário de verão francês acabou nesta madrugada, reduzindo a diferença de fuso-horário para apenas 3 horas entre o Brasil e a França. Por volta das 15h de Brasília, o resultado da votação na capital francesa já será conhecido.

No primeiro turno, o candidato Aécio Neves foi o mais votado, com 37% dos votos, seguido por Dilma Rousseff, com 30%. O resultado surpreendeu, já que o PT havia vencido todas as eleições em Paris desde 2002.

 

NewsletterReceba a newsletter diária RFI: noticiários, reportagens, entrevistas, análises, perfis, emissões, programas.

Acompanhe todas as notícias internacionais baixando o aplicativo da RFI