Acessar o conteúdo principal
França/Terrorismo

França frustrou 5 tentativas de atentados contra o país desde 2013

O presidente François Hollande acompanhado do General Benoit Puga na saída do conselho de minstros no Palácio do Eliseu, neste 17 de dezembro de 2014.
O presidente François Hollande acompanhado do General Benoit Puga na saída do conselho de minstros no Palácio do Eliseu, neste 17 de dezembro de 2014. REUTERS/Charles Platiau
Texto por: RFI
2 min

O governo francês divulgou nesta quarta-feira (17) o balanço da luta contra as redes que recrutam jihadistas franceses para combater na Síria e no Iraque. O documento informa que a Direção Geral da Segurança Interior (DGSI), responsável pela segurança nacional, impediu cinco atentados planejados contra o país, desde agosto de 2013.

Publicidade

O balanço da luta contra as redes de recrutamento foi apresentado no conselho de ministros, no Palácio do Eliseu. “Como os outros países europeus, a França está diante de uma ameaça terrorista inédita”, aponta o documento do governo francês.

Os cinco projetos de ataques contra o território francês foram idealizados tanto por pessoas que tinham combatido na Síria ou no Iraque, quanto por cidadãos que nunca deixaram a França. O documento diz que 13 redes de recrutamento de jihadistas foram desmanteladas nos últimos 16 meses.

Jihadistas franceses

Em 15 dezembro, 1.200 franceses ou residentes legais na França tinham uma ligação com grupos terroristas na Síria ou no Iraque, o dobro do registrado no início do ano. De acordo com os dados do governo, 390 franceses estão atualmente no Iraque ou na Síria e sessenta teriam morrido nos combates.

No sentido inverso, 234 franceses deixaram a Síria e 185 deles voltaram para a França. A DGSI constata o aumento do retorno dos combatentes, depois do início dos bombardeios ocidentais contra o grupo Estado Islâmico, em setembro. O balanço salienta o sucesso da linha telefônica criada para receber denúncias de candidatos a jihadistas. “Mais de 600 alertas foram feitos e conseguimos impedir dezenas de pessoas de partir”, comemora o governo.

NewsletterReceba a newsletter diária RFI: noticiários, reportagens, entrevistas, análises, perfis, emissões, programas.

Página não encontrada

O conteúdo ao qual você tenta acessar não existe ou não está mais disponível.