França/Hollande

Hollande imita Mitterrand, com cachorro e discurso de ano novo no Eliseu

Philae, a labradora que o presidente francês François Hollande ganhou de presente neste Natal da Federação dos antigos combatentes franceses de Montreal.
Philae, a labradora que o presidente francês François Hollande ganhou de presente neste Natal da Federação dos antigos combatentes franceses de Montreal. Twitter/ @Blandine_K

O presidente francês, François Hollande, vai alterar a tradição e apresentar os votos de fim de ano em seu escritório, no Palácio do Eliseu. A notícia coincide com a chegada na sede da presidência de um cachorro labrador. Os especialistas em comunicação política lembram que com as mudanças, o chefe de Estado, que sofre com baixos índices de popularidade, tenta mudar de imagem, seguindo os passos de líderes como o também socialista François Mitterrand, que marcou a história do país.

Publicidade

Os votos de fim de ano de François Hollande serão transmitidos simultaneamente nas emissoras de televisão aberta TF1, France 2, France 3 e M6, além das redes de informação contínua, às 20h de quarta-feira (31). Mas ao contrário do ano passado, quando o discurso foi realizado em um estúdio, ou de 2012, quando o chefe de Estado fez seu pronunciamento no salão de festas da presidência, desta vez Hollande preferiu desejar “Feliz ano novo” aos franceses em seu escritório, no palácio do Eliseu.

Longe de ser apenas um detalhe técnico, a local escolhido para o discurso, que no ano passado foi assistido por 10 milhões de telespectadores, é visto como uma mudança de postura estratégica das equipes do governo, que tenta recuperar sua credibilidade junto à população. Para os especialistas em comunicação política, ao se apresentar em seu imponente escritório decorado com adornos dourados, Hollande tenta transmitir mais solenidade, deixando para trás a imagem de presidente “normal”, próximo do povo, que foi cultuada desde a campanha eleitoral, em 2012. O discurso, que deve durar menos de dez minutos, será a oportunidade para o presidente de fazer um balanço do ano e de lembrar alguns projetos que serão lançados em 2015.

Essa não é a primeira vez que um chefe de Estado transmite seus votos de ano novo em seu escritório. Se Vincent Auriol lançou a moda durante sua presidência, entre 1947 e 1954, François Mitterrand impôs o modelo entre 1981 e 1995.

Cachorro no palácio do Eliseu

Outra novidade na mudança de imagem de Hollande foi a chegada, na semana passada, do cachorro Philae no palácio do Eliseu. O animal, um labrador de três meses batizado em homenagem à robô espacial europeu que explorou a superfície do cometa Tchouri em novembro, foi um presente de natal da federação do ex-combatentes franceses de Montreal.

A presença de animais domésticos na sede da presidência também é uma tradição de outros chefes de Estado. Na França, Valéry Giscard d'Estaing, Jacques Chirac e Nicolas Sarkozy já tiveram cachorros durante seus mandatos. No caso de François Mitterrand, o labrador Baltique chegou a acompanhar o presidente socialista até mesmo em seu funeral, em 1996.

NewsletterReceba a newsletter diária RFI: noticiários, reportagens, entrevistas, análises, perfis, emissões, programas.