França/Terrorismo

Atentados de Paris: polícia prende mais quatro suspeitos

Imagem video de Amedy Coulibay postados nas redes sociais depois de sua morte.
Imagem video de Amedy Coulibay postados nas redes sociais depois de sua morte. REUTERS/Réseaux sociaux via Reuters TV

Quatro pessoas estão sob custódia da polícia, suspeitas de envolvimento nos atentados de janeiro em Paris, que deixaram 17 mortos, além dos três terroristas. A informação foi confirmada nesta segunda-feira (9) por fontes judiciais.

Publicidade

Os quatro detidos são próximos de Amédy Coulibaly, autor dos ataques dos ataques que provocaram a morte de uma policial e de quatro pessoas em um supermercado judaico, no leste de Paris.

De acordo com a Rádio Europe 1, entre os detidos está um casal formado por uma policial e seu marido. O homem, um delinqüente conhecido da polícia, está envolvido em outro processo judicial e era próximo de Coulibaly. A policial, convertida ao Islã, está suspensa de suas funções desde fevereiro.

Segundo escutas telefônicas, pouco antes dos ataques o homem estava em contato direto com Amédy Coulibaly. O jornal Le Canard Enchaîné revelou também que ele conseguiu entrar na caserna onde trabalhava sua esposa.

Durante as investigações, outras quatro pessoas próximas de Coulibaly foram indiciadas e tiveram a prisão preventiva decretada no final de janeiro. Elas são acusadas de terem dado apoio logístico ao jihadista, sem necessariamente ter conhecimento de suas intenções criminosas.

Tonino Gonthier, Willy Prévost, Christophe Raumel e Michaël Alwatik teriam fornecido ou ajudado Coulibaly a conseguir armas ou veículos. A esposa do jihadista, Hayat Boumeddiene, conseguiu fugir para a Síria.

Dois homens ligados aos irmãos Kouachi, autores do atentado contra o jornal Charlie Hebdo, foram identificados quando se dirigiam à Síria e entregues às autoridades francesas. São eles Fritz-Joly Joachin e Cheikhou Diakhabi, que também foram indiciados.
 

NewsletterReceba a newsletter diária RFI: noticiários, reportagens, entrevistas, análises, perfis, emissões, programas.