Ciberataque/TV

TV5 Monde retoma programação após ciberataque de radicais

Sede da TV5 Monde.
Sede da TV5 Monde. REUTERS/Benoit Tessier

O canal francês TV5 Monde retomou ao normal na tarde desta quinta-feira (9), após hackers terem perturbado toda a programação televisiva e na internet. Foram quase 24 horas de tela inativa, site bloqueado e atividades nas redes sociais suspensas. O ataque foi reivindicado pelo grupo “Cybercaliphate” (cibercalifado, em tradução livre), simpatizantes do grupo Estado Islâmico.  

Publicidade

“Tudo está funcionando normalmente”, anunciou o diretor de redação Pascal Guimier. Em entrevista à BFM TV, o diretor-geral da TV5 Monde, Yves Bigot, se perguntou se os piratas responsáveis pelo ataque não teriam como objetivo maior tomar como refém as emissões de TV para difundir suas mensagens de propaganda, ao invés de apenas utilizar o site do canal. “Isso foi certamente preparado de maneira coordenada e com muita antecedência”, observou Bigot.

Tela congelada

O sistema informático da TV5 Monde foi afetado por volta de 22h de quarta-feira, começando pelas contas no Facebook, Twitter e o site na internet. Em seguida, o ataque paralisou toda a rede.

No lugar dos programas do canal, era exibida uma mensagem com os dizeres "Je suis IS", em referência à "Islamic State", sigla dos extremistas em inglês. A frase também se refere à expressão "Je suis Charlie" que se espalhou pelo mundo, após os ataques contra a sede do jornal satírico francês, em janeiro.

Documentos apresentados como carteiras de identidade e currículos de pessoas próximas de militares franceses envolvidos em operações contra o grupo Estado Islâmico foram publicados nas páginas da TV5.

 

 

NewsletterReceba a newsletter diária RFI: noticiários, reportagens, entrevistas, análises, perfis, emissões, programas.