França/Crise migratória

Imigrantes conseguem entrar e percorrer 15 km do túnel do Canal da Mancha

Migrantes ocuparam na manhã deste sábado (3) a estrada que leva ao porto de Calais.
Migrantes ocuparam na manhã deste sábado (3) a estrada que leva ao porto de Calais. REUTERS/Pascal Rossignol

O tráfego no túnel que une a França ao Reino Unido sob o Canal da Mancha está perturbado neste sábado (3), após ter sido interrompido durante toda noite, após uma invasão inédita de imigrantes. Pela primeira vez, dezenas de pessoas conseguiram entrar e percorrer mais de 15 km, informou o porta-voz da Eurotunnel, a empresa que administra o local.

Publicidade

A invasão aconteceu por volta da meia-noite. Os imigrantes forçaram uma cerca e imobilizaram alguns agentes de segurança do túnel. Um buraco de 30 metros foi aberto na cerca, constatou a AFP. Agentes da policia de fronteiras foram enviados ao local para consertar a barreira. “Nunca eles tinham conseguido ir tão longe. Foi uma ação determinada e bem organizada”, afirmou a Eurotúnel. A polícia interveio para impedir que os refugiados fossem mais longe e 23 candiatos ao asilo foram detidas para averiguação. Ao menos 10 pessoas ficaram feridas, sendo sete migrantes, dois policiais e um agente de segurança do túnel

As autoridades acreditam que a ação coletiva foi organizada para chamar a atenção da opinião pública. Na manhã desta sábado, uma nova ação ocorreu no porto de Calais quando cerca de 300 migrantes tentaram invadir os terminais marítimos de passageiros. Eles forma dispersos pela polícia, mas ocuparam em seguida a estrada que leva ao porto, atrapalhando o tráfego.

Tráfego ferroviário

O tráfego ferroviário no túnel do Canal da Mancha volta progressivamente ao normal essa tarde. Às 15h (10h em Brasília), ainda havia três horas de atraso nos trens de passageiros que saíam de Calais, no lado francês do Canal, e 2h30 de Folkestone, na Inglaterra.

A Eurostar, a companhia que administra os trens-bala que ligam Paris a Londres, indicou que atrasos de duas horas devem ocorrer em todos os trajetos neste sábado.

A área do túnel, que tem 650 hectares e um perímetro de 20 km, tem sido alvo nos últimos meses de inúmeras tentativas de invasão, em geral à noite. Desde 26 de junho, 13 migrantes morreram nas imediações do túnel quando tentavam chegar à Inglaterra. Cerca de 3,5 mil pessoas, que sonham em conseguir migrar para a Grã-Bretanha, vivem em condições precárias em um acampamento no leste de Calais.
 

NewsletterReceba a newsletter diária RFI: noticiários, reportagens, entrevistas, análises, perfis, emissões, programas.

Acompanhe todas as notícias internacionais baixando o aplicativo da RFI