Acessar o conteúdo principal

Alarme falso obriga voo da Air France a fazer pouso de emergência

O Boeing 777 da Air france na pista do aeroporto de Mombassa, no Quênia.
O Boeing 777 da Air france na pista do aeroporto de Mombassa, no Quênia. REUTERS/Joseph Okanga

Um avião da Air France com destino a Paris teve que fazer um pouso de emergência na noite de sábado (19) no Quênia depois que um pacote suspeito foi encontrado a bordo. A companhia aérea informou neste domingo que tratava-se de um alarme falso.

Publicidade

O voo AF 463, com 459 passageiros e 14 membros da tripulação a bordo, decolou de Mauricio às 21h00 locais e deveria chegar a Paris na manhã de domingo, às 5h50 locais (2h50 de Brasília). "O piloto solicitou um pouso de emergência depois que foi encontrado um pacote suspeito em um banheiro", afirmou Charles Owino, porta-voz da polícia do Quênia. Os passageiros foram imediatamente retirados da aeronave por meio de um tobogã de emergência após a aterrissagem no aeroporto de Mombasa.

"Solicitamos aos especialistas da Marinha e do Departamento de Investigação Criminal da polícia que desmontassem o aparato para saber se continha explosivos", disse o representante da polícia queniana. Seis passageiros, entre eles o que informou a tripulação sobre o objeto suspeito, estão sendo interrogados.

No entanto, segundo a companhia aérea, o pouso de emergência foi resultado de um alerta falso. Segundo o presidente da Air France, Frédéric Gagey, o objeto descoberto "era formado por pedaços de papelão e uma espécie de cronômetro". Em entrevista coletiva na tarde deste domingo, o executivo explicou que "após uma análise, constatou-se que não havia nada que representasse um perigo”.

Os passageiros devem continuar a viagem de volta a Paris ainda neste domingo.

Air France visada após atentados de Paris

Essa não é a primeira vez que uma ameaça visa a companhia aérea francesa desde os atentados de Paris em 13 de novembro. Uma semana após os ataques que deixaram 130 mortos e mais de 350 feridos, dois voos da Air France provenientes dos Estados Unidos e com destino a capital francesa tiveram de ser desviados por causa de ameaças anônimas de que haveria bombas nos aviões. Os aparelhos pousaram antes do previsto e todos os passageiros foram evacuados. Nenhum explosivo foi encontrado. 

NewsletterReceba a newsletter diária RFI: noticiários, reportagens, entrevistas, análises, perfis, emissões, programas.

Página não encontrada

O conteúdo ao qual você tenta acessar não existe ou não está mais disponível.