Conheça os filmes franceses que mais fizeram sucesso em 2015

Sátira da história do gênio da lâmpada foi o filme mais visto nos cinemas franceses.
Sátira da história do gênio da lâmpada foi o filme mais visto nos cinemas franceses. Divulgação

A França continua respeitando sua tradição de berço do cinema e não deixa de contribuir para a sétima arte. No entanto, a chamada cinematografia popular tem conquistado cada vez mais espaço nas terras de Truffaut, com grandes sucessos de bilheteria em 2015.

Publicidade

Foi-se o tempo em que filmes como Jules e Jim - Uma Mulher Para Dois, de François Truffaut (1962), Acossado, de Jean-Luc Godard (1960) ou A Bela da Tarde, de Luis Buñuel (1967) eram os principais representantes do cinema francês. O ranking dos filmes mais vistos em 2015 mostra que as comédias populares têm cada vez mais espaço nas telonas, algumas delas batendo recordes de bilheteria.

O filme Les Nouvelles Aventures d'Aladin (As novas aventuras de Aladdin, em tradução livre), de Arthur Benzaquen, foi o mais visto do ano. A produção, que traz uma sátira da lenda do gênio da lâmpada, é protagonizada pelo cômico Kev Adams, e teve 4.380.436 ingressos vendidos em 2015.

O mesmo ator também faz parte do elenco de Les Profs 2 (Os professores, em tradução livre), segundo lançamento francês mais visto no ano. Dirigido por Pierre-François Martin-Laval, o filme, que conta o quotidiano de uma escola com personagens pra lá de caricaturais, atraiu 3.489.537 expectadores em 2015.

O ano também foi marcado pelo filme A Família Bélier, de Eric Lartigau que, apesar de ter estreado em novembro de 2014, foi um dos recordistas de bilheteria deste ano. Segundo os últimos números, a comédia foi vista por 7,4 milhões de expectadores nos cinemas. Protagonizada pela jovem cantora Louane Emera, interpretando a filha de um casal de deficientes auditivos que descobre ser dona de uma voz rara, a produção ganhou repercussão no exterior e já entrou para a lista dos 100 maiores sucessos de todos os tempos na França.

Outros filmes também ligados à música, como a comédia dramática Marguerite, de Xavier Giannoli, conquistaram o público e os críticos em 2015. O filme conta a história (inspirada em fatos reais) de uma milionária cujo sonho é ser cantora lírica, apesar de ser extremamente desafinada. Graças à interpretação de Catherine Frot, o filme chegou a ser sondado para representar a França no Oscar. Mas, num páreo concorrido, a comédia perdeu a competição para Mustang, primeiro longa-metragem da jovem diretora franco-turco Deniz Gamze Ergüven, que participará na corrida pela estatueta de melhor produção estrangeira.

NewsletterReceba a newsletter diária RFI: noticiários, reportagens, entrevistas, análises, perfis, emissões, programas.