Terrorismo / Ataque / Policiais

Novo ataque em Paris um ano após atentado ao Charlie Hebdo

O homem abatido teria gritado "Alá é grande" ao tentar invadir, armado com uma faca, delegacia do 18° distrito de Paris.
O homem abatido teria gritado "Alá é grande" ao tentar invadir, armado com uma faca, delegacia do 18° distrito de Paris. REUTERS/Charles Platiau

Um homem atacou nesta quinta-feira (7) uma delegacia do 18° distrito de Paris e foi abatido por policiais. O suspeito estava armado com uma faca e teria um colete de explosivos. Essa possível nova tentativa de atentado acontece no mesmo dia em que a França lembra o aniversário de um ano do ataque contra o jornal Charlie Hebdo.

Publicidade

O suspeito foi abatido antes de ferir um policial que se encontrava na entrada da delegacia. Ele teria gritado "Alá é grande" ao tentar invadir o local. O Ministério do Interior francês declarou que o homem estava armado com "uma faca e provavelmente com um colete de explosivos". Esse colete já foi examinado pelos policiais e seria falso.

A ação acontece no bairro popular de Goutte d'Or, multiétnico, localizado no 18° distrito da capital, perto da basílica de Sacré Coeur. A área está cercada pela polícia. Moradores e comerciantes do bairro são aconselhados a não sair nas ruas. O comércio foi fechado. Crianças de duas escolas na vizinhança estão confinadas. O ataque acontece apesar do estado de emergência em vigor na França.

Uma testemunha disse à agência AFP que de dois a três disparos foram ouvidos na rua da Goutte d'Or.

Segundo repórteres que estão no local, um segundo agressor teria fugido. Mas essa informação não foi confirmada pela polícia.

A circulação está fechada na avenida Barbès-Rochechouart, onde passam os trilhos aéreos da linha 2 do metrô parisiense. Ambulâncias e veículos da polícia estão na área.

NewsletterReceba a newsletter diária RFI: noticiários, reportagens, entrevistas, análises, perfis, emissões, programas.