Acessar o conteúdo principal
RFI Convida

RFI Convida Carlos Segundo, diretor do curta Ainda Sangro por Dentro

Áudio 06:59
Carlos Segundo, diretor do curta Ainda Sangro por Dentro
Carlos Segundo, diretor do curta Ainda Sangro por Dentro
Por: Adriana Brandão
10 min

O curta-metragem de ficção "Ainda Sangro por Dentro", de Carlos Segundo, é um dos seis filmes brasileiros em uma das competições oficiais do Festival de Cinema latino-americano de Toulouse, que acontece até o dia 20 de março na cidade do sul da França. O filme retrata a vida de Dora, uma jovem que trabalha no caixa de um supermercado em uma cidade do interior do Brasil, e denuncia a opressão e a violência contra as mulheres.. O cineasta Carlos Segundo, que é natural da São Paulo, mas cresceu em Uberlândia, Minas Gerais, está em Toulouse para defender seu filme no 28° Cinélatino e foi o convidado da RFI desta terça-feira (15).

Publicidade

A estreia mundial de "Ainda Sangro por Dentro" aconteceu em fevereiro, no Festival Internacional de Curta-Metragem de Clermont-Ferrand, também na França. A nova seleção para o Festival de Toulouse é vista pelo diretor como uma oportunidade para a carreira do filme, rodado em Uberlândia, que custou apenas R$ 8 mil e foi auto-financiado pela equipe.

"Daqui para frente ele vai andar. Vai para a Romênia no proximo mês, estreia no Brasil em junho, e já está negociado com agências espanhola e colombiana para venda para TVs. E Isso é otimo porque alavanca outros projetos, como o meu primeiro longa, que também está aqui em Toulouse no Cinema em Desenvolvimento."

Carlos Segundo confessa que foi difícil fazer o filme e entrar nesse universo de "agressões físicas e psicologias diárias" contra as mulheres, que desconhece. Mas como artista se sentiu na obrigação de também abordar o problema que "está cada vez mais grave no Brasil" e é denunciado pelos movimentos feministas. O cineasta ressalta que seu filme é uma tentativa de contar essa opressão a partir de uma situação realista, "mas com pitadas de poesia e que, até por isso, faz uma denuncia sutil." A história de Dora vai sendo revelada aos poucos e o final aberto deixa ao público a escolha de decidir o destino da personagem.

O vencedor da competição de curtas-metragem do Cinélatino de Toulouse sera anunciado no próximo sábado (19). "Ainda Sangro por Dentro" concorre com outros dois filmes brasileiros: "Edificio Tatuapé", de Carolina Markowicz, e "Quintal", de André Novais Oliveira.

 

NewsletterReceba a newsletter diária RFI: noticiários, reportagens, entrevistas, análises, perfis, emissões, programas.

Página não encontrada

O conteúdo ao qual você tenta acessar não existe ou não está mais disponível.