Acessar o conteúdo principal
França/acidente

Famílias das vítimas lembram um ano do acidente da Germanwings

O procurador de Marselha, Brice Robin, responsável pela investigação do caso
O procurador de Marselha, Brice Robin, responsável pela investigação do caso AFP PHOTO / STEPHANE DE SAKUTIN
Texto por: RFI
2 min

Um ano depois do acidente com o Airbus 320 da Germanwings, que deixou 149 mortos, centenas de pessoas são esperadas perto do local da tragédia neste domingo (20), em Vernet, nos Alpes franceses, em homenagem às vítimas.

Publicidade

O avião foi lançado contra o solo pelo seu co-piloto, Andreas Lubitz, que tinha problemas psiquiátricos. Neste domingo, os nomes das vítimas serão lidos e será feito um minuto de silêncio antes da inauguração de um monumento. Parentes das vítimas também farão leituras, entoar cantos e depositar flores no cemitério da cidade, onde os restos mortais dos passageiros não identificados foram incinerados um mês depois do drama.

Corpos foram entregues às famílias depois da catástrofe

Os corpos identificados foram entregues às famílias algumas semanas depois da catástrofe. A homenagem foi organizada pela Lufthansa, que preparou uma área reservada às famílias.

Em seguida, os parentes poderão se aproximar do local onde aconteceu a tragédia, a cerca de 1500 metros de altitude, por um caminho aberto pela companhia. O local onde caiu o avião se transformou em um "santuário" de vários hectares.

Nenhum chefe de Estado deve participar da homenagem, ao contrário do ano passado, quando a chanceler alemã, Angela Merkel, e o espanhol, Mariano Rajoy, estiveram no local depois da tragédia.
 

NewsletterReceba a newsletter diária RFI: noticiários, reportagens, entrevistas, análises, perfis, emissões, programas.

Página não encontrada

O conteúdo ao qual você tenta acessar não existe ou não está mais disponível.