Acessar o conteúdo principal
Terrorismo

Ministro francês reconhece "risco terrorista" para a Eurocopa

Bernard Cazeneuve teme ataques terroristas durante o grande evento esportivo do ano na França.
Bernard Cazeneuve teme ataques terroristas durante o grande evento esportivo do ano na França. REUTERS/Vincent Kessler
2 min

A Eurocopa-2016, torneio de futebol realizado na França entre os dias 10 de junho e 10 de julho, "representa um risco", admitiu nesta terça-feira (3) o ministro do Interior francês, Bernard Cazeneuve, ressaltando que grupos terroristas podem ter o país como "alvo".

Publicidade

"Este grande evento festivo de âmbito internacional representa um risco, não podemos negar, em razão das capacidades que grupos têm de ver nosso país como alvo. É importante que tenhamos todos os recursos necessários para lidar com esse risco", afirmou Cazeneuve diante de uma comissão do Senado.

Na quarta-feira, será apresentada diante no Conselho dos Ministros uma proposta para prorrogar por mais dois meses o estado de emergência decretado depois dos atentados de Paris, em 13 de novembro. "Não podemos achar que estamos a salvo, nem considerar que o perigo iminente que justificou, em novembro, a proclamação do estado de emergência, já não existe mais", alertou o ministro.

"Apesar disso, não vamos parar de viver como uma grande nação", ponderou. A Eurocopa, maior torneio de seleções do continente, reúne pela primeira vez equipes de 24 países, ao invés de 16 nas edições anteriores.

Segurança nas Fanzones

Cerca de 10 milhões de torcedores são esperados para o maior evento futebolístico do ano na Europa. Para que o evento seja um sucesso, o governo francês, as dez cidades-sede e os organizadores estão reforçando a segurança.

Os esforços estão sendo concentrados nas chamadas FunZones, áreas ao ar livre que devem reunir multidões de torcedores para assistir aos jogos em telões. “Decidimos durante uma reunião do comitê executivo do serviço de segurança com todas as cidades-sede de manter o dispositivo das FunZones tal como havia sido previsto e ainda com novos meios de segurança, incluindo também, claro, mais investimentos. Mas está fora de cogitação ceder a qualquer tipo de medo”, disse, em abril, o ministro francês dos Esportes, Patrick Kanner.

 

NewsletterReceba a newsletter diária RFI: noticiários, reportagens, entrevistas, análises, perfis, emissões, programas.

Página não encontrada

O conteúdo ao qual você tenta acessar não existe ou não está mais disponível.