França/greve

Greve de trens afeta viagens internacionais na França

Trabalhadores em greve na refinaria da Total, em Feyzin.
Trabalhadores em greve na refinaria da Total, em Feyzin. JEFF PACHOUD / AFP

A nove dias da abertura da Eurocopa de futebol na França, a companhia ferroviária estatal SNCF entrou em greve por tempo indeterminado. Os funcionários da empresa protestam contra a reforma trabalhista do governo em tramitação no Senado.

Publicidade

A greve, que começou na noite de terça-feira, provocou a circulação nesta quarta-feira de apenas 60% dos trens de alta velocidade e entre 30% e 40% dos regionais, informou a Companhia Nacional de Ferrovias (SNCF). Esta é a oitava greve desde o início de março. Além da oposição à reforma, eles exigem uma nova organização do trabalho.

Os trajetos internacionais para Bélgica, Suíça, Espanha e Itália estão prejudicados nesta quarta-feira, com 25% a 40% dos trens cancelados. Estão em operação apenas 75% dos trens Lyria (Suíça) e Thalys (Bélgica), 40% dos Ellipsos (Espanha) e um terço dos SVI (Itália). Para evitar uma explosão social em outras áreas, o governo anunciou na terça-feira um aumento salarial dos professores e desistiu de cortar o orçamento das pesquisas, mas insiste que não vai recuar na reforma trabalhista.

Metrô para nesta quinta-feira

Uma nova greve no metrô e transportes públicos de Paris também começa quinta-feira, e na aviação, as  uma greve está programada para os dias 3, 4 e 5 de junho. Paralelamente, os pilotos da companhia Air France votaram a favor de uma greve em junho que pode coincidir com o início da Eurocopa-2016.

"Não vamos retirar o projeto", disse o presidente francês François Hollande, ao mesmo tempo que o primeiro-ministro Manuel Valls declarou que recuar seria um "erro político". Para o governo de Hollande, que bate recordes de impopularidade, a reforma facilitará a adaptação das regras de trabalho à realidade das empresas e favorecerá a luta contra o desemprego (10%). Um novo dia de manifestações contra o projeto está marcado para 14 de junho.

(Com informações da AFP)

NewsletterReceba a newsletter diária RFI: noticiários, reportagens, entrevistas, análises, perfis, emissões, programas.