Acessar o conteúdo principal

França freta ônibus para levar torcedores à abertura da Eurocopa

Torcedores já estão prontos para o jogo desta noite entre França e Romênia.
Torcedores já estão prontos para o jogo desta noite entre França e Romênia. ALAIN JOCARD / AFP
Texto por: RFI
3 min

Uma greve no sistema público de transporte e na linha de trem que leva ao Stade de France (RER B) vai dificultar o acesso de milhares de torcedores que irão assistir, nesta sexta-feira (10), ao jogo de abertura da Eurocopa entre a França e Romênia. A partida está programada para 21h, 16h pelo horário de Brasília.

Publicidade

Para minimizar os transtornos, o governo e a empresa pública de transportes SNCF vão recorrer a ônibus fretados para ajudar a transportar os 80 mil torcedores ao estádio, que fica na periferia norte de Paris. Um forte esquema de segurança foi montado nos arredores do Stade de France e também na "fan zone" da Torre Eiffel, onde os espectadores poderão acompanhar os jogos em telões gigantes.

O governo francês prorrogou o estado de emergência em vigor desde os atentados de novembro passado, diante das ameaças do grupo Estado Islâmico e de outras organizações radicais contra o país. O esquema excepcional de segurança para a Eurocopa conta com 90 mil militares, policiais e agentes de empresas privadas. Outra preocupação das autoridades é com o hooliganismo. Mais de 2 mil torcedores europeus considerados ultraviolentos estão impedidos de entrar no país.

Além dos problemas de segurança, o governo francês lida com uma situação social tensa, com greves em diversos setores. Em Paris, a prefeitura promete recolher todo o lixo que se acumula desde o início da semana nas ruas da capital, devido à paralisação dos lixeiros. Porém, a situação só deve se normalizar em uma semana. Amanhã, 25% dos pilotos da Air France farão greve em defesa de seus empregos e por melhores salários.

Para evitar um desgaste da imagem da França, o presidente François Hollande disse que o governo irá tomar todas as medidas necessárias para garantir o sucesso da Eurocopa. Porém, o presidente do comitê de organização da Euro 2016, Jacques Lambert, reconheceu nesta manhã que "a festa já está comprometida pelos conflitos sociais". A onda de greves, iniciada há três meses, é liderada por centrais sindicais de esquerda (CGT, Sud e FO), que contestam a reforma trabalhista do governo.

Segurança passou no teste do show de abertura na Torre Eiffel

Um concerto com diversos artistas reuniu na noite de quinta-feira (9) cerca de 80 mil pessoas na "fan zone" de Paris. O DJ David Guetta, autor da música tema do torneio (This One’s For You), animou a apresentação.

Passaram pelo palco Ariana Grande, Kendji Girac, Soprano, Florent Pagny e o cantor de rap americano Will.i.am, ex-Black Eyed Peas. O show teve vários problemas técnicos. Nas redes sociais, os internautas criticaram a participação de Will.i.am, que decepcionou o público. Ele desafinou e parecia ausente do espetáculo.

NewsletterReceba a newsletter diária RFI: noticiários, reportagens, entrevistas, análises, perfis, emissões, programas.

Página não encontrada

O conteúdo ao qual você tenta acessar não existe ou não está mais disponível.