Acessar o conteúdo principal
Trump/Hollande

Presidente francês quebra protocolo e ataca Donald Trump

FRANÇOIS NASCIMBENI / AFP
Texto por: RFI
2 min

Os excessos de Donald Trump causam um sentimento de “náusea”, declarou nesta terça-feira (2) o presidente francês François Hollande, julgando que uma vitória dos republicanos na eleição presidencial americana terá repercussões mundiais, atingindo até mesmo a eleição presidencial na França.

Publicidade

“Esses excessos acabam por provocar uma certa náusea – mesmo nos Estados Unidos -, sobretudo quando ele, Donald Trump, ataca a memória de um soldado”, disse o presidente francês, fazendo referência à recente polêmica na campanha eleitoral americana.

O presidente norte-americano, Barak Obama, disse, também nesta terça-feira, que os ataques de Donald Trump contra a família de um militar muçulmano do exército dos Estados Unidos, morto no Iraque, é mais uma prova de que o candidato republicano não é digno de se tornar presidente.

François Hollande, que falava durante um encontro com a imprensa da presidência em Paris, disse que os agentes políticos “devem ser respeitados quando eles são respeitáveis”. Depois, fazendo uma provável referência Donald Trump, declarou que “estamos assistindo a declarações que magoam, que humilham”.

E se Trump ganhar as eleições?

Perguntado sobre os efeitos de uma vitória de Trump sobre a eleição presidencial francesa de 2017, Hollande avaliou que “isso pode levar a um forte movimento para a Direita em todo mundo ou, ao contrário, uma correção de rumo”.

“A campanha norte-americana indicará os temas que, seguramente, pautaram a campanha eleitoral francesa”, completou o presidente.

Em junho, ao declarar que uma vitória de Donald Trump seria perigosa, Hollande chegou a lhe pedir que não “se rebaixasse”, depois que Trump fez comentários negativos sobre a França.

 

NewsletterReceba a newsletter diária RFI: noticiários, reportagens, entrevistas, análises, perfis, emissões, programas.

Página não encontrada

O conteúdo ao qual você tenta acessar não existe ou não está mais disponível.