Acessar o conteúdo principal
chelsea/racismo

Torcedores racistas do Chelsea condenados em Paris a penas suspensas de prisão

Cena do vídeo em que torcedores do Chelsea empurram homem em Paris.
Cena do vídeo em que torcedores do Chelsea empurram homem em Paris. Capture de tela
2 min

Quatro torcedores do clube londrino Chelsea foram condenado nesta terça-feira (3) em Paris a penas suspensas de prisão de seis a doze meses por ato de racismo cometido no metrô da capital francesa no ano passado. Eles também foram condenados a pagar € 10 mil euros de multa.

Publicidade

“Justiça foi feita”, declarou após o veredito a vítima, o franco-mauritano Souleymane Sylla, 33 anos na época.

O episódio aconteceu no dia 17 de fevereiro de 2015, antes de uma partida do Paris Saint-Germain e o Chelsea pela Liga dos Campeões. Na plataforma, um passageiro negro tenta entrar várias vezes em um vagão e é repelido várias vezes por torcedores do Chelsea, que gritam: “Nós somos racistas e gostamos de ser assim”. A cena foi registrada em vídeo por um inglês e publicada pelo site do jornal The Guardian.

Em entrevista ao diário, Paul Nolan conta que estava na parada Richelieu-Druot quando o trem lotado chegou. Os torcedores ingleses gritavam e insultavam outras pessoas. Então ele resolveu filmar. “Como britânico, fiquei com vergonha. Eles empurravam o homem negro com muita força. Se fosse uma pessoa pequena, teria se machucado. Mas ele foi agredido e humilhado”, conta Nolan.

Atos recorrentes de racismo

Dois dos réus, ausentes, foram condenados a doze meses de prisão com sursis (supensão condicional) por “violências e incitação de caráter racista em grupo”, pelo tribunal correcional de Paris. Os outros dois, presentes, tiveram penas de oito e seis meses, respectivamente, também suspensas, pelos mesmos crimes.

Três dos quatro acusados já foram condenados em Londres em julho de 2015. Eles foram proibidos de entrar em estádios esportivos, dentro e fora do Reino Unido, por cinco anos. O quarto acusado foi condenado a três anos de proibição por ter cantado junto aos seus companheiros: "somos racistas e gostamos".

O Chelsea baniu para sempre os torcedores do estádio Stamford Bridge.
 

NewsletterReceba a newsletter diária RFI: noticiários, reportagens, entrevistas, análises, perfis, emissões, programas.

Página não encontrada

O conteúdo ao qual você tenta acessar não existe ou não está mais disponível.