Acessar o conteúdo principal
França/atentado

França já evitou sete atentados em 2017

O ministro do Interior Gérard Collomb
O ministro do Interior Gérard Collomb RFI/ Pierre René-Worms
Texto por: RFI
2 min

Sete projetos de atentado foram desmantelados na França desde o início de 2017 segundo o governo, que votou, nesta quinta-feira (6), uma prorrogação do estado de emergência.

Publicidade

O ministro francês do Interior, Gerard Collomb, destacou que um desses planos foi frustrado com a detenção de dois homens em Marselha, no sul da França, em abril passado, pouco antes do primeiro turno da eleição presidencial.

Ainda assim, a França sofreu cinco ataques desde janeiro. Nesta quinta-feira (6), a Assembleia Nacional aprovou continuação do estado de emergência até o dia 1 de novembro, instaurado após os atentados de 13 de novembro de 2015, que provocou a morte de mais de 130 pessoas.

Última prorrogação

Essa será a última prorrogação, em princípio, do estado de emergência, já que o governo de Emmanuel Macron deve aprovar uma nova lei antiterrorista, que assimila algumas das medidas ao Direito comum. Pelo menos 12 organizações de defesa dos direitos humanos, como a Anistia Internacional e a Human Rights Watch, pediram que a nova lei seja rejeitada.

Segundo o ministro do Interior, a lei permitirá ao governo fechar mesquitas que fazem apologia do terrorismo por um período renovável de seis meses. "No momento, queremos fechar três (mesquitas). Desde o início do estado de emergência, fechamos outras 16", completou.

(Com informações da AFP Brasil)

NewsletterReceba a newsletter diária RFI: noticiários, reportagens, entrevistas, análises, perfis, emissões, programas.

Página não encontrada

O conteúdo ao qual você tenta acessar não existe ou não está mais disponível.