Jornais franceses antecipam desafios do governo depois das férias

Governo francês sai de férias, mas com uma longa lista de dever de casa segundo os jornais franceses desta quarta-feira, 9 de agosto de 2017.
Governo francês sai de férias, mas com uma longa lista de dever de casa segundo os jornais franceses desta quarta-feira, 9 de agosto de 2017. REUTERS/Jean-Paul Pelissier

Começa nesta quarta-feira (9) o recesso de verão do governo francês. Os planos e desafios do presidente Emmanuel Macron para o retorno das férias é manchete nos principais jornais franceses de hoje.

Publicidade

Em manchete de capa, Le Figaro afirma que "Macron se prepara para enfrentar uma volta difícil". "No momento em que o governo sai de férias, o chefe de Estado se prepara para um outono político e social complicado, se levarmos em conta as reformas que ele deseja promover", analisa o diário. "A volta das férias se anuncia difícil. Dentro desta perspectiva, Emmanuel Macron tenta neutralizar o campo minado. O presidente renunciou à criação do cargo oficial de primeira-dama a sua esposa, no momento em que esta polêmica não cessava de crescer", continua o Figaro. "O executivo se prepara para uma oposição forte sobre a reforma do Código do Trabalho, que efrenta uma mobilização decidida dos partidos de esquerda e dos sindicatos, que contestam a reforma", publica o jornal francês.

"No momento em que os descontentamentos inflam, o chefe de Estado conta mostrar na volta das férias que ele é capaz de retomar as rédeas", explica Le Figaro, que cita François Patriat, o líder no Senado do partido República em Marcha, do presidente francês: "É necessário mobilizar todos os apoios, deputados, senadores e o partido para acompanhar o governo e lhe ajudar a colocar em prática a coerência do programa de Emmanuel Macron".

Le Figaro diz ainda que a maioria macronista deverá enfrentar a onda de oposição e que alguns setores podem ser considerados prioritários para o governo, como a Defesa, a Educação, a Saúde, os portadores de deficiência, a Justiça e a Ecologia. "Escolhas claras serão feitas a respeito deste orçamento", publica o diário, completando que, nos próximos meses, duas outras reformas devem ser lançadas: a da Moradia e a da Formação Profissional.

Mudanças no Eliseu e a maldição do "primeiro verão"

Aujourd'hui en France traz o título "Operação Redefinição no Eliseu": "o governo atravessa um verão complicado", continua o jornal, afirmando que "depois de um começo de verão difícil e uma volta das férias que se anuncia tensa, o chefe de Estado, com popularidade em queda nas pesquisas de opinião, teve que redefinir sua tropa" e terá um motivo para refletir durante as férias.

"Os últimos conselhos de ministros foram tensos", continua o diário, e as redefinições "devem atingir vários setores do governo". Já em setembro a reforma do código do trabalho e as eleições para o Senado francês devem ser, segundo o jornal, prioridades de Macron, que também enfrenta, segundo Aujourd'hui en France, a chamada "maldição do primeiro verão". Para o tabloide, "num governo de cinco anos, o primeiro verão é um momento que conta", lembrando fiascos estivais de seus antecessores, Nicolas Sarkozy e François Hollande.

NewsletterReceba a newsletter diária RFI: noticiários, reportagens, entrevistas, análises, perfis, emissões, programas.