Acessar o conteúdo principal
calor

França adota medidas contra a poluição em meio à onda de calor

Moradores de Nice se refrescam em fontes no centro da cidade. A França é atingida por uma forte onda de calor com temperaturas acima de 40 graus. Mais de 60 departamentos foram colocados em estado de atenção.
Moradores de Nice se refrescam em fontes no centro da cidade. A França é atingida por uma forte onda de calor com temperaturas acima de 40 graus. Mais de 60 departamentos foram colocados em estado de atenção. Foto: Reuters
Texto por: RFI
2 min

O pico da poluição por ozônio que afeta Paris e seus arredores, o vale do rio Rhône e o leste da França deverá continuar nessa segunda-feira (6) como resultado da onda de calor, segundo organismos que medem a qualidade do ar no país. As autoridades francesas vão adotar medidas especiais, como a diminuição da circulação de veículos poluentes. 

Publicidade

O ozônio é um poluente dito "secundário" gerado sob o efeito do sol e das reações químicas entre outros poluentes do ar, tais como os óxidos de nitrogênio, emitidos principalmente pelo tráfego rodoviário, e de compostos orgânicos voláteis, principalmente da indústria. Em altas concentrações, este gás pode causar irritação nos olhos, nariz, garganta e falta de ar, especialmente em pessoas sensíveis.

As autoridades estimam que a qualidade do ar estará particularmente ruim nesse início de semana na região de Paris e seus arredores, onde são esperados níveis de ozônio entre 190 e 220 microgramas / m3, de acordo Airparif, associação ligada ao ministério francês do Meio Ambiente.

Esta segunda-feira será o 12º dia com níveis acima do limite recomendado, desde o início de julho, para a região parisiense.

Rodízio de carros

A prefeitura informou que a polícia da capital decidiu implementar o rodízio de veículos na área metropolitana. Os automóveis que liberam maiores quantidades de poluentes, classificados como níveis 4 e 5, serão proibidos de circular a partir de segunda-feira até a divulgação de um novo comunicado. 

Desde sábado (4), a velocidade máxima foi reduzida em 20 km / h nas autoestradas e rodovias nacionais da França.

As concentrações de ozônio devem permanecer altas, também, na maior parte da região de Auvergne-Rhône-Alpes. Outros departamentos como Ain, Ardèche, Isère e Savoy estão em "vigilância vermelha". No Sudeste, o ar também deverá estar carregado de ozônio entre Carpentras, Aix-en-Provence e Marselha.

As autoridades de saúde recomendam que os franceses evitem sair no período da tarde, quando o sol é muito forte, bem como adiar atividades físicas e esportivas intensas ao ar livre.

Também é desaconselhável o uso de churrasqueiras que consomem madeira ou carvão, e deve-se evitar a utilização de solventes. Por último, há um apelo para que as pessoas optem por meios de transporte menos poluentes. 

De acordo com a meteorologia, a atual onda de calor continuará na França até terça-feira.
 

NewsletterReceba a newsletter diária RFI: noticiários, reportagens, entrevistas, análises, perfis, emissões, programas.

Página não encontrada

O conteúdo ao qual você tenta acessar não existe ou não está mais disponível.