França

Paris bate recorde de calor, com mais de 42°C

Diante da onda de calor, chafarizes e fontes viraram piscinas em Paris
Diante da onda de calor, chafarizes e fontes viraram piscinas em Paris REUTERS/Pascal Rossignol

A capital francesa registrou 42,6°C na tarde desta quinta-feira (25). Essa é a primeira vez desde que os controles meteorológicos existem que Paris tem temperaturas tão elevadas. A onda de calor também afeta outros países, inclusive no norte da Europa.

Publicidade

Vinte departamentos de um total de 96 na França continental ficaram em alerta vermelho. Muitas cidades não acostumadas a tanto calor, como Lille, Rouen, Orleans e Estrasburgo, registraram temperaturas na casa dos 40°C.

Mas foi na região de Paris que os termômetros atingiram os picos. Segundo Météo France, o serviço meteorólogico oficial do país, os termômetros se aproximaram dos 43°C em alguns locais da capital, “o que corresponde à temperatura máxima média em Bagdá no mês de julho”. O recorde parisiense datava de 28 de julho de 1947, quando a capital chegou aos 40,4°C.

As pessoas procuram sombras nas ruas da cidade e muitos chafarizes se transformaram em piscinas. Os turistas, numerosos nessa época do ano, foram surpreendidos pelas altas temperaturas.

A prefeitura de Paris dispobilizou vários espaços arejados para que a população possa se refrescar. Mensagens são divulgados nas principais redes de rádio e televisão, alertando para a necessidade de se hidratar.

Essa é a segunda onda da calor extremo na França em menos de dois meses. As autoridades francesas temem que se repita o cenário de 2003, quando uma onda de calor extremo provocou a morte de 15 mil pessoas, a maioria idosos.

Outros países europeus sofrem com o calor

A forte onda de calor se espalha também pela Europa, em países de temperaturas mais amenas, como Bélgica, Holanda e Alemanha, onde os termômetros chegaram na casa dos 40 °C.

Em Amsterdam e Haarlem, na Holanda, o metal das pontes chegou a se dilatar em certos pontos, e funcionários municipais tiveram que resfriar as estruturas com jatos d'água. Para tentar amenizar a sensação o calor, uma TV local propõe a difusão ininterrupta de imagens de arquivo de paisagens de neve.

Na Bélgica, o código vermelho de calor foi acionado pela primeira vez na história do país. A companhia ferroviária local Thalys interrompeu as vendas de passagens de trens por medida de precaução.

Segundo os serviços meteorológicos, as temperaturas devem baixar a partir desta sexta-feira (26).

NewsletterReceba a newsletter diária RFI: noticiários, reportagens, entrevistas, análises, perfis, emissões, programas.