O Mundo Agora

Sanções contra o Irã começam a surtir efeito

Áudio 05:00
O presidente iraniano, Mahmoud Ahmadinejad.
O presidente iraniano, Mahmoud Ahmadinejad. Reuters

“Pelo visto, as sanções contra o Irã por causa do seu programa nuclear não são tão inúteis como muita gente pensa. Logo depois da viajem do presidente Ahmadinejad ao Líbano, onde ele pode bradar o ódio do Ocidente e de Israel sob os aplausos do Hezbolah libanês, financiado e protegido por Teerã, o negociador nuclear iraniano, Said Jalili, declarou que seu país “acolhia favoravelmente” a nova proposta de negociações feita pela diplomacia européia e que estava disposto a retomar as tratativas. É claro que esse pequeno passo à frente dos iranianos foi acompanhado, como sempre, por uma retórica nacionalista, mas desta feita só moderadamente desafiadora. Depois de ter subido no alto do coqueiro da intransigência e do orgulho nacional fica difícil descer e explicar a descida para a opinião pública interna, sobretudo que toda a oposição iraniana, progressista e conservadora, está de orelha em pé para poder utilizar o dossiê nuclear contra o governo de Ahmadinejad.” Ouça a crônica de política internacional de Alfredo Valladão.