Imprensa

Jornais comentam vitória de Dilma Rousseff

Devido à diferença de fuso horário e ao feriado, comemorado hoje aqui na França, nem todos os jornais franceses que circulam nesta segunda-feira trazem os resultados finais do segundo turno das eleições brasileiras. Mas a vitória de Dilma ganhou destaque em alguns diários franceses e europeus, que ressaltam o fato de ela ser a primeira mulher eleita presidente do Brasil.

Publicidade

Para Le Figaro, a campanha eleitoral mostrou uma polarização evidente entre os mais pobres, que votaram em Dilma e os mais ricos, que preferiram Serra. O jornal conservador também aponta que o Brasil ficou dividido em dois, vermelho, cor do PT, ao norte e azul, cor do PSDB, ao sul, e faz um paralelo entre o sucesso de Dilma Rousseff e o número de pessoas beneficiadas pelo programa Bolsa Família em determinadas regiões do país. Mas Le Figaro lembra que essas divisões são recentes na paisagem eleitoral brasileira. Já o diário de esquerda Libération ressalta o fato que Dilma nunca tinha se candidatado a um cargo público antes.

Europa

No resto da Europa os jornais também repercutem a vitória de Dilma Rousseff. Para o diário português Público, "foi já com um discurso de estadista que Dilma Rousseff apareceu ontem ao mundo, depois de ser eleita Presidente do Brasil. Um discurso seguro, completo, e, no fim, emotivo, o seu melhor, para quem a acompanhou ao longo da campanha. Dilma eleita mostrou-se mais sólida do que Dilma candidata".

O jornal espanhol El País afirma em sua página na Internet que Dilma Rousseff terá que mostrar sua força e seu poder na presidência com um governo próprio e com uma maneira própria de trabalhar. Uma grande dúvida, segundo El País, é como será sua relação com os barões do PT, que Lula sempre manteve à margem, e que agora podem reclamar mais espaço.

O britânico The Guardian afirma que Dilma Rousseff assumirá a presidência de um país em ascensão, que deve se tornar a quinta economia do mundo até 2016, quando será sede das Olimpíadas. E acrescenta que um dos primeiros desafios da nova presidente é enfrentar a guerra cambial.

NewsletterReceba a newsletter diária RFI: noticiários, reportagens, entrevistas, análises, perfis, emissões, programas.