"Uma mulher das sombras em plena luz", diz L'Humanité sobre Dilma

A nova presidente do Brasil, Dilma Rousseff é destaque na imprensa francesa desta segunda-feira.
A nova presidente do Brasil, Dilma Rousseff é destaque na imprensa francesa desta segunda-feira. Reuters

A imprensa francesa continua dando destaque nesta segunda-feira à posse da nova presidente do Brasil, Dilma Rousseff. Os jornais Le Figaro, L'Humanité e La Croix trazem reportagens de página inteira relatando os desafios para o país no plano interno e o perfil da "mulher que saiu das sombras".

Publicidade

Enquanto Le Figaro lembra em seu título que Dilma Rousseff quer erradicar a pobreza, La Croix afirma que a área econômica será uma prioridade para o seu governo. O jornal católico começa seu texto dizendo que Lula deixa a Dilma um país em pleno milagre econômico, com crescimento de 7,6% e taxa reduzida de desemprego de 6,2%.

Apesar do bom desempenho, La Croix considera que Dilma terá muito trabalho para alcançar o objetivo exaltado por Lula de fazer o Brasil pular da oitava para a quinta posição entre as maiores potências econômicas mundiais até 2022. Em entrevista ao jornal, o geógrafo francês Hervé Théry, especialista em Brasil e professor da Universidade de São Paulo, cita os maiores desafios para o novo governo, a começar pelo problema nos transportes. Ele destaca o estado precário das estradas e rodovias do país e diz que o número de aeroportos não é suficiente e que os portos estão em condições catastróficas.

"Além dos problemas de violência urbana e tráfico de drogas, a educação e a saúde são o calcanhar de Aquiles do Brasil", afirma o especialista francês.

L'Humanité destaca que Dilma prometeu tocar em outro assunto delicado: as reformas política e fiscal. O jornal diz que Lula se esquivou e que, se a nova presidente conseguir consertar as discrepâncias nestes setores, esta poderá ser a sua marca.

"Uma mulher das sombras em plena luz": com esta frase L'Humanité apresenta o perfil político da nova presidente. "Há um ano, os brasileiros não apostariam nem um real nas chances de sucesso de Dilma nas eleições presidenciais. Mas ela conseguiu se impor em uma paisagem política dominada por homens, com sua coragem, seriedade e muita personalidade", escreve o jornal francês.

NewsletterReceba a newsletter diária RFI: noticiários, reportagens, entrevistas, análises, perfis, emissões, programas.