Líbia/Guerra

Rebeldes dizem ter retomado o controle de Brega

Rebeldes se dirigem à linha de combate nos arredores de Adjalabiya, no leste da Líbia.
Rebeldes se dirigem à linha de combate nos arredores de Adjalabiya, no leste da Líbia. REUTERS/Finbarr O'Reilly
3 min

Após três dias de combates violentos no leste do país, os rebeldes confirmam avanços sobre locais estratégicos até então sob domínio das forças leais a Muammar Kadafi. Na manhã deste domingo, confrontos foram registrados nos arredores do terminal petrolífero de Brega, onde os rebeldes anunciaram ter retomado o controle da Universidade do petróleo, um enorme campus na entrada da cidade, situada entre a capital, Trípoli, e Benghazi, reduto dos opositores do ditador líbio.

Publicidade

Os rebeldes afirmaram ter retomado o controle de Brega e obrigado as forças governamentais a recuar em direção à região oeste da cidade, onde moradores disseram ter ouvido troca de tiros de artilharia.

A cidade, distante 800 quilômetros de Trípoli e a 240 quilômetros de Benghazi, tem sido palco de combates violentos entre forças leais ao ditador líbio tropas rebeldes nos últimos três dias. Depois de avanços em direção ao oeste da cidade, os rebeldes tiveram de recuar após uma ofensiva das forças pró-Kadafi. Os rebeldes reagiram e voltaram a reconquistar local na noite de sexta-feira diante do apoio dos bombardeios aéreos da coalizão internacional.

Investigação

No sábado, a OTAN anunciou a abertura de uma investigação para esclarecer a morte de um grupo de 19 pessoas atingidas por um ataque de um avião da coalizão. O bombardeio aéreo foi nos arredores da cidade de Brega na noite de sexta-feira e matou 9 rebeldes e 4 civis, entre eles 3 estudantes de medicina que foram deslocados para prestar assistência à população local.

Foi a primeira vez, desde o início das operações militares na Líbia, em 19 de março, que um ataque da coalizão internacional atingiu rebeldes e civis.

Segundo um líder político de Adjabiya, cidade a 80 quilômetros de Brega, um avião da coalizão disparou contra um comboio de cinco a seis carros, sendo uma ambulância. Uma das hipóteses evocadas é a de que o piloto teria confundido os tiros de alegria de um rebelde a bordo do comboio com um ataque contra seu aparelho.

O ataque aconteceu na rodovia que liga Brega a Adjabiya, onde pouco tempo antes ou depois, um outro bombardeio da coalizão contra as forças governamentais matou 7 soldados e destruiu veículos militares.

Em Misrata, distante 600 quilômetros a oeste de Brega, continuam os combates entre os rebeldes e as forças pró-Kadafi que, segundo testemunhas, usam artilharia pesada e tanques para uma ofensiva em três diferentes pontos da cidade, a terceira maior do país e que é controlada pelos opositores do regime.
 

NewsletterReceba a newsletter diária RFI: noticiários, reportagens, entrevistas, análises, perfis, emissões, programas.